Arquivo de Fevereiro, 2022

Taylor’s Wailers

O álbum de estreia como leader do baterista de jazz norte-americano Art Taylor [1929-1995] – Taylor’s Wailers -, com Donald Byrd (trompete), Jackie McLean (sax alto), Charlie Rouse (sax tenor), Ray Bryant (piano) e Wendell Marshall (baixo) foi gravado para a Prestige a 25 de Fevereiro de 1957, precisamente há 65 anos. Fica o primeiro tema do lado A, Batland.


Alessandro Stradella

Nos 340 anos da morte de Alessandro Stradella [Bolonha, 3 Julho 1643 – Génova, 25 Fevereiro 1682], compositor do barroco italiano

‘O Massacre dos Inocentes’, de Charles Le Brun

De Charles Le Brun [24 Fevereiro 1619 – 12 Fevereiro 1690], figura artística de grande relevo durante a segunda metade do século XVII, a obra Massacre des Innocentsalusiva à ordem do Rei Herodes para matar todas as crianças da cidade após saber do nascimento, em Belém, do Rei dos Judeus – foi uma encomenda de Guillaume Thomas, conselheiro, capelão do Rei e Cónego de Saint-Honoré; Tendo sido iniciada por volta de 1647, permaneceu inacabada até meados da década de 1660, quando foi adquirida por Gédéon Berbier du Metz, guardião do Tesouro Real.


‘Mercúrio e as Três Graças’, de Agostino Carracci

Na passagem dos 420 anos da morte do pintor italiano Agostino Carracci [Bolonha, 16 Agosto 1557 – Parma, 23 Fevereiro 1602], ‘Mercúrio e as Três Graças’ (1589), pertencente ao período particularmente significativo de actividade como gravador em Veneza nos finais dos anos oitenta do século XVI, onde manteve uma estreita relação com Paolo Veronese [1528-1588] e Jacopo Tintoretto [1518-1594].


Mercury and the Three Graces, 1589
Agostino Carracci after Jacopo Tintoretto

‘The Art Of The Song’, de Charlie Haden Quartet West

Do álbum de Charlie Haden e o seu Quartet West – “The Art Of The Song”, gravado nos Estúdios da Capitol entre 19 e 22 de Fevereiro de 1999, a popular composição The Folks Who Live On The Hill (música de Jerome Kern e letra de Oscar Hammerstein II), conta com a voz de Shirley Horn [1934-2005].


Charlie Haden (baixo), Alan Broadbent (piano), Ernie Watts (sax tenor), Larence Marable (bateria) 

“In a Silent Way”/”It’s About That Time”, de Miles Davis

O álbum de estúdio ‘In a Silent Way’ de Miles Davis foi gravado numa única sessão nos estúdios da CBS em 18 Fevereiro 1969. Do álbum homónimo lançado em Julho pela Columbia Records, o tema In a Silent Way, que preenche o lado B, foi escrito pelo teclista Joe Zawinul [1932-2007].


Miles Davis (tpt); Wayne Shorter (ss); John McLaughlin (el-g); Herbie Hancock (el-p);
Chick Corea (el-p); Joe Zawinul (org); Dave Holland (b); Tony Williams (d)

Miles & Monk at Newport (II)

O duplo álbum Miles & Monk at Newport combina actuações ao vivo de Miles Davis (1958) e Thelonious Monk (1963) no Newport Jazz Festival, das quais resultaram gravações a 3 de Julho dos respectivos anos.
Na passagem do quadragésimo aniversário do desaparecimento de Thelonious Monk [1917-1982], fica Blue Monk, o segundo de dois temas que compôs para o lado B do álbum original, lançado em 1964 pela Columbia Records.


Pee Wee Russell, clarinete | Charlie Rouse, saxofone tenor | Butch Warren, baixo
Thelonious Monk, piano | Frankie Dunlop, bateria

‘First Circle’, de Pat Metheny Group (II)

Do álbum Pat Metheny Group – First Circle (1984), gravado entre 15 e 19 de Fevereiro de 1984, fica a composição Yolanda, You Learn na versão ao vivo em Tóquio no ano seguinte.


Pedro Aznar, guitarra acústica, voz e percussão · Pat Metheny, guitarra acústica
Steve Rodby, baixo · Paul Wertico, bateria · Lyle Mays, piano e sintetizadores

‘Madrigali’, de Alfonso Fontanelli

No quadringentésimo sexagésimo quinto aniversário sobre o nascimento de Alfonso Fontanelli [1557-1622], compositor, escritor e diplomata do Renascimento italiano, que, a par de Carlo Gesualdo foi uma das principais figuras da renovação musical da Escola de Ferrara em finais do século XVI e um dos primeiros compositores do estilo apelidado de Seconda pratica, na transição para o barroco, o madrigal Colei che già si bella.


Álbum: Gesualdo: Terzo libro di madrigali – ℗ 2016 Glossa
Ensemble: La Compagnia del Madrigale

‘Missa Pro Defunctis’, de Johann Caspar Kerll (III)

De Johann Caspar Kerll [9 Abril 1627 – 13 Fevereiro 1693], organista na Catedral de Santo Estêvão em Viena [1675-1683] e um dos mais reputados docentes do barroco alemão, o Introitus, extraído da Missa Pro Defunctis.


Álbum: Johann Joseph Fux, Johann Caspar Kerll – Kerll & Fux: Requiems, 2016
Intérpretes: Ensembles L’Achéron e Vox Luminis, com direcção de Lionel Meunier.
%d bloggers like this: