Archive for the ‘ Jazz ’ Category

‘My Favorite Things’, de John Coltrane

Do álbum homónimo lançado pela Atlantic Records em Março de 1961, o tema de abertura ‘My Favorite Things’, gravado no dia 21 de Outubro de 1960, é um exemplo paradigmático da genialidade de John Coltrane [1926-1967] em deambular entre a tradição e a vanguarda. A formação do quarteto de então era constituída por John Coltrane em saxofone soprano, McCoy Tyner no piano, Steve Davis no contrabaixo e Elvin Jones na bateria.


Dave Holland turns 75

In 1968, Miles Davis and Philly Joe Jones heard him at Ronnie Scott’s Jazz Club, playing in a combo that opened for the Bill Evans Trio. Jones told Holland that Davis wanted him to join his band (replacing Ron Carter). Davis left the UK before Holland could contact him directly, and two weeks later Holland was given three days’ notice to fly to New York for an engagement at Count Basie’s nightclub. He arrived the night before, staying with Jack DeJohnette, a previous acquaintance. The following day Herbie Hancock took him to the club, and his two years with Davis began. Via.


Album: In a Silent Way (1969), recorded on February 18 and released on July 30 on Columbia Records.

Miles Davis, trumpet | Wayne Shorter, soprano saxophone | John McLaughlin, electric guitar
Chick Corea, electric piano | Herbie Hancock, electric piano | Joe Zawinul, electric piano, organ
Dave Holland, double bass | Tony Williams, drums

‘Miles & Quincy Live at Montreux’

Na passagem do trigésimo aniversário da morte de Miles Davis [1926-1991], fica o standard Boplicity – tema de abertura do último álbum que o genial trompetista gravou em Julho de 1991, no Festival de Jazz de Montreux, acompanhado de um Ensemble dirigido por Quincy Jones.


‘Nature Boy’, de John Coltrane

No nonagésimo quinto aniversário do nascimento do saxofonista norte-americano John Coltrane [23 Setembro 1926 – 17 Julho 1967], a versão do standard ‘Nature Boy’ integrada no disco “Both Directions at Once: The Lost Album” (Impulse Records, 2018), cujo alinhamento partiu de uma sessão que o Quarteto Clássico, com Jimmy Garrison no contrabaixo, McCoy Tyner no piano e Elvin Jones na bateria, gravou nos Estúdios de Van Gelder em 6 de Março de 1963.
Coltrane voltaria ao tema no álbum The John Coltrane Quartet Plays em 1965, logo após o lançamento de A Love Supreme


‘Very Tall’, de Oscar Peterson & Milt Jackson

Oscar Peterson [1925-2007], um dos maiores pianistas de sempre na área do jazz, gravou a 18 de Setembro de 1961, há precisamente sessenta anos, o álbum Very Tall; Ao seu trio de então, que contava com Ray Brown no baixo e Ed Thigpen na bateria juntou-se o vibrafonista e fundador do Modern Jazz Quartet, Milt Jackson [1923-1999], naquela que seria a primeira de cinco colaborações entre Oscar Peterson e Milt Jackson, que compôs Reunion Blues, o último tema do álbum, lançado pela Verve em 1962.


‘Waltz For Debby’, de Bill Evans

Em finais de 1959, depois da participação em Kind of Blue, Bill Evans [16 Agosto 1929 – 15 Setembro 1980], abandonou o Sexteto de Miles Davis e formou um Trio com o baixista Scott LaFaro [1936-1961] e o baterista Paul Motian [1931-2011].
Em 1961, gravou dois álbuns ao vivo no clube de jazz Village Vanguard de Nova York , Sunday at Village Vanguard e Waltz for Debby, lançado em 1962 pela Riverside Records.


‘Miles Runs The Voodoo Down’

O tema “Miles Runs The Voodoo Down” do duplo álbum Bitches Brew (1970) do trompetista Miles Davis foi gravado a 20 de Agosto de 1969.


Miles Davis (tpt); Wayne Shorter (ss); Bennie Maupin (bcl); John McLaughlin (el-g); Chick Corea (el-p); Joe Zawinul (el-p); Dave Holland (el-b); Harvey Brooks (el-b); Jack DeJohnette (d); Don Alias (d); Jim Riley [Jumma Santos] (perc)

“A Garland of Red”

O álbum de estreia do Trio do pianista de jazz Red Garland [1923-1984], com Paul Chambers no baixo e Art Taylor na bateria, foi gravado para a Prestige a 17 Agosto 1956, precisamente há 65 anos, num período de grande afirmação artística de Garland, já que  integrava o Quinteto de Miles Davis desde 1954, colaboração que se manteria até 1958.
Fica o standard What Is This Thing Called Love? escrito em 1929 por Cole Porter.


“Bill Evans Live at Ronnie Scott’s”

Durante a digressão europeia de 1968, o Trio do pianista e compositor de jazz norte-americano Bill Evans [16 Agosto 1929 – 15 Setembro 1980], com Eddie Gomez (baixo)  e Jack DeJohnette (bateria), gravou ao vivo em Junho a aclamada presença no Festival de Jazz de Montreux  e uns dias mais tarde em sessão de estúdio Some Other Time: The Lost Session from The Black Forest.
Em Julho, o trio apresentou-se no Clube de jazz londrino Ronnie Scott, trabalho que foi lançado em 2020 pela Resonance Records, autora deste pequeno mas precioso documentário que contextualiza a gravação do álbum, disponível no Spotify.


‘Like Someone In Love’, de Art Blakey (II)

Do álbum ‘Art Blakey – A Night in Tunisia / Like Someone in Love’ [1960], o tema de Wayne Shorter ‘Sleeping Dancer Sleep On’, gravado nos Estúdios de Rudy Van Gelder em 7 Agosto 1960.

Lee Morgan, Trompete | Wayne Shorter, Sax Tenor | Bobby Timmons, Piano
Jymie Merritt, Contrabaixo | Art Blakey, Bateria

 
%d bloggers like this: