Archive for the ‘ Jazz ’ Category

‘Philly Twist’, de Kenny Dorham

Dedicado ao baterista Philly Joe Jones [1923-1985], ‘Philly Twist’ é o tema de abertura do álbum de estúdio Whistle Stop de Kenny Dorham [1914-1972], gravado para a Blue Note a 15 de Janeiro de 1961, precisamente há sessenta anos.


Kenny Dorham, trompete · Hank Mobley, saxofone tenor · Kenny Drew, piano
Paul Chambers , contrabaixo · Philly Joe Jones, bateria

Coleman Hawkins – ‘Night Hawk’, 60 anos

De autoria do saxofonista tenor Coleman Hawkins [21 Novembro 1904 – 19 Maio 1969], o tema ‘Night Hawk’, que dá o nome ao álbum, gravado neste dia 30 de Dezembro de 1960, precisamente há sessenta anos em Englewood Cliffs, New Jersey.


Ron Carter, baixo · Coleman Hawkins + Eddie “Lockjaw” Davis, sax tenor
Tommy Flanagan, piano · Gus Johnson, bateria

‘Body and Soul’, de Freddie Hubbard

Com apenas 24 anos, o trompetista Freddie Hubbard [7 Abril 1938 – 29 Dezembro 2008] tem um desempenho notável na interpretação do standard Body and Soul, o último tema do lado A do duplo álbum ‘Here To Stay’, gravado a 27 de Dezembro de 1962 mas que só veria a luz do dia em 1976, pela Blue Note.


Freddie Hubbard, trompete · Wayne Shorter, saxofone tenor · Cedar Walton, piano
Reggie Workman, baixo · Philly Joe Jones, bateria

‘Bemsha Swing’, de Thelonious Monk

Brilliant Corners foi o primeiro álbum de originais que Thelonious Monk [1917-1982] gravou para a Riverside em 1956.
A última composição do álbum e a última a ser gravada foi ‘Bemsha Swing’, a 7 de Dezembro. As duas sessões anteriores tiveram lugar a 9 e 15 de Outubro.


Thelonious Monk, piano | Sonny Rollins, saxofone tenor
Clark Terry, trompete | Paul Chambers, contrabaixo | Max Roach, bateria

100 anos de Dave Brubeck, o compositor que tocava piano

A biografia “Dave Brubeck: A Life in Time”  é simbolicamente a minha sugestão deste dia 6 de Dezembro de 2020, data em que se assinala  o centenário do nascimento de Dave Brubeck [1920-2012]. O autor, o jornalista e crítico musical inglês Philip Clark conheceu o compositor de ‘Blue Rondo A La Turk’ em 1992 e acompanhou-o praticamente até à sua morte, na manhã de 5 de Dezembro de 2012.


‘Freddie Freeloader’ – Wynton Kelly’s piano solo

Wynton Kelly [2 Dezembro 1931 – 12 Abril 1971] substituiu Bill Evans ao piano no tema ‘Freddie Freeloader’, na que foi a sua única participação no álbum ‘Kind of Blue’ de Miles Davis (1959). Os solos são de Wynton Kelly, Miles Davis, John Coltrane, Cannonball Adderley e Paul Chambers.


‘Take Ten’, de Paul Desmond

Membro do Quarteto de David Brubeck entre 1958 e 1967, o saxofonista e prolífico compositor Paul Desmond [25 Novembro 1924 – 30 Maio 1977], autor do tema Take Five que integra o álbum Time Out (1959), gravou em 1973 o álbum Skylark em três sessões, a 25 e 27 de Novembro e a 4 de Dezembro. Fica o tema de abertura Take Ten, que conta, entre outros, com Ron Carter no baixo, Gabor Szabo na guitarra, Bob James no piano eléctrico e Jack DeJohnette na bateria.


‘Concierto de Aranjuez: Adagio’ – The Modern Jazz Quartet

Esta versão do ‘Concierto de Aranjuez: Adagio’ foi extraída do duplo álbum The Complete Last Concert, gravado ao vivo pelo The Modern Jazz Quartet em 25 de Novembro de 1974 no Lincoln Center for the Performing Arts, New York.


Milt Jackson, vibrafone – John Lewis, piano – Percy Heath, contrabaixo – Connie Kay, bateria

‘Concierto de Aranjuez: Adagio’, de Miles Davis & Gil Evans

O álbum Sketches of Spain foi gravado nos estúdios da Columbia em NYC a 15 e 20 de Novembro de 1959 e a 10 de Março de 1960.
A peça central das cinco faixas que compunham o alinhamento do LP original, lançado a 18 de Julho de 1960, é Concierto de Aranjuez (Adagio), originalmente escrita para violão e orquestra por Joaquin Rodrigo em 1939. Com arranjo e direcção de Gil Evans, foi gravada a 20 de Novembro, com mais de vinte músicos a integrarem as diversas secções da orquestra.



O Concierto De Aranjuez (Adagio) (part one, alternate take), que não fazia parte do álbum original, foi gravado a 15 de Novembro (a parte dois foi gravada a 20 de Novembro) e todas as restantes faixas foram gravadas a 10 de Março de 1960.


‘Roll Call’, de Hank Mobley

O saxofonista tenor Hank Mobley [7 Julho 1930 – 30 Maio 1986] gravou para a Blue Note Roll Call em 13 de Novembro de 1960, precisamente há 60 anos, nos estúdios de Rudy Van Gelder. Tal como para o excepcional Soul Station, gravado em Fevereiro desse ano, Mobley reuniu um notável conjunto de músicos da era do hard bop, como Wynton Kelly (piano), Paul Chambers (contrabaixo), Art Blakey (bateria) e Freddie Hubbard (trompete) – Soul Station não contou com a participação do trompetista.


%d bloggers like this: