Archive for the ‘ Música ’ Category

‘Jazz Images’ by Francis Wolff

O fotógrafo Francis Wolff (1907-1971) deixou Berlim em 1939 e chegou a Nova Iorque para trabalhar com o amigo e co-fundador da Blue Note Alfred Lion [1908-1987]. O livro Jazz Images by Francis Wolf, tem 164 páginas e um cd com notas introdutórias do crítico musical Ashley Kahn e reúne mais de 150 retratos – inéditos na sua maioria – de nomes do jazz como Art Blakey, Clifford Brown, Donald Byrd, Don Cherry, Ornette Coleman, John Coltrane, Miles Davis, Dexter Gordon, Grant Green, Herbie Hancock, Joe Henderson, Freddie Hubbard, Elvin Jones, Thelonious Monk, Lee Morgan, Bud Powell, Sonny Rollins e Wayne Shorter, que surgem agora nas capas de uma nova séries de discos.

Anúncios

Concerto Promenade, de Handel

De George Frideric Handel [1685–1759], compositor e instrumentista alemão naturalizado inglês, a Suite in F major (HWV 348) –  tema de abertura de Water Music, tocada pela primeira vez em 17 Julho 1717 durante um passeio do Rei George I no rio Tamisa.
Interpretada pela Orquestra Le Concert des Nations, dirigida por Jordi Savall.

‘Strathclyde Motets’, de James MacMillan

James MacMillan, compositor e maestro escocês que hoje completa sessenta anos, recebeu em 2008 a distinção de Melhor Compositor Britânico para Música Litúrgica com os Strathclyde Motets, compostos entre 2005 e 2010.
Interpretação do Ensemble The Sixteen, dirigido por Harry Christophers.

Data est mihi omnis potestas, de 2007, contém um texto do Evangelho de S. Mateus próprio para as celebrações do Dia da Ascensão. Começa com um tratamento ricamente texturado das melodias ornamentadas características de MacMillan, sem um drone subjacente, seguido de um “Aleluia” alargado de acordes repetidos e tercinas descendentes em espiral nas sopranos; um verso subjugado contrastante conduz a uma recapitulação do “Aleluia”, agora com as tercinas descendentes nas vozes mais graves e uma resplandecente conclusão em acordes. – Anthony Burton
Radiant Dawn foi construído a partir de frases avulsas e é particularmente eficaz devido à sua natureza simples. Um belo Amen conclui esta bela peça.

‘ Catherine Parr’, de Rick Wakeman

On this day in 1543 King Henry VIII of England marries his sixth and last wife, Catherine Parr.

‘What Know’, de Lee Morgan

What Know, Lee Morgan’s original, marks one of those increasingly prevalent uses of a compelling melodic device – the pick-up phrase that’s longer than what it leads into. Here we have a theme built mainly around phrases that open with a three – or four-note pick-up, lasting generally for two and a half beats, and close with two notes on the first beat of the following measure. It’s an attractive effect, used here most engagingly in the minor mode. Timmons’s chorded passage stands out in a series of brilliant solos. The side closes with a flash of the theme, long enough to afford a solo glimpse of Timmons and Pee-Wee’s disclosure that we have been listening to the Soul Brothers. Via Blue Note.

Art Blakey & The Jazz Messengers – Meet You at the Jazz Corner of the World, 1960
Lee Morgan, trompete | Wayne Shorter, sax tenor
Jymie Merritt, baixo | Bobby Timmons, piano | Art Blakey, bateria

‘Anne of Cleves’, de Rick Wakeman

On this day in 1540 King Henry VIII of England annuls his marriage to his fourth wife, Anne of Cleves.

‘Song for Sathima’, de Abdullah Ibrahim

Gravado originalmente para o álbum Water From an Ancient Well de 1992, o tema Song for Sathima, dedicado à mulher de Abdullah Ibrahim, falecida em 2013, conheceu um novo arranjo para o último álbum The Balance, editado há dias pela Gearbox Records.
Destaque para o sax alto de Cleave E. Guyton.

Anúncios
%d bloggers like this: