Posts Tagged ‘ Hard Bop ’

‘Tetragon’, de Joe Henderson

Do período em que saxofonista tenor norte-americano Joe Henderson [1937-2001] gravou para a Blue Note, entre 1963 e 1968, é de assinalar o magnífico solo em ‘Song for My Father‘ de Horace Silver (1964). 
De Tetragon (1968), que Henderson gravou para a Milestone em duas sessões, a 27 de Setembro de 1967 e 16 de Maio de 1968, respectivamente, fica a composição que empresta o título ao álbum e que foi gravada há precisamente 55 anos.


Joe Henderson, sax tenor | Ron Carter, contrabaixo | Kenny Barron, piano | Louis Hayes, bateria

‘Waltz For Debby’, de  Oscar Peterson

Quando passam sessenta anos de Affinity, álbum de estúdio que o Oscar Peterson Trio gravou em três sessões para a Verve entre 25 e 27 de Setembro de 1962, ano da edição de Very Tall com Milt Jackson, o virtuoso pianista canadiano Oscar Peterson (1925-2007) revisita o standard de Bill Evans, Waltz for Debby, tema que abre o lado A do álbum.


65º aniversário da gravação de ‘Blue Train’, de John Coltrane

Em 15 de Setembro de 1957, John Coltrane reuniu no estúdio de Rudy Van Gelder em Nova Jérsia um sexteto com Lee Morgan no trompete, Curtis Fuller no trombone, Kenny Drew no piano, Paul Chambers no baixo e Philly Joe Jones na bateria para gravar Blue Train.
Para comemorar o 65º aniversário, a Blue Note lança hoje uma edição especial em vinyl com capa de luxo, com base na matriz analógica do álbum original; Uma segunda edição especial fará parte da Tone Poet Audiophile Vinyl Reissue Series, acompanhada de um livro com fotografias de Francis Wolff.


 

Go! de Dexter Gordon

O saxofonista Dexter Gordon [1923-1990] reuniu um elenco de luxo para gravar Go! nos Estúdios Van Gelder, em 27 Agosto 1962, precisamente há 60 anos.
Fica o tema ‘Love for Sale’ composto por Cole Porter.


Butch Warren, contrabaixo | Billy Higgins, bateria | Sonny Clark, piano | Dexter Gordon, saxofone

A última colaboração de Reggie Workman com John Coltrane

O contrabaixista norte-americano Reggie Workman, que neste dia 26 de Junho celebra o 85º aniversário, juntou-se no início de 1961 ao Quarteto de John Coltrane [1926-1967], onde então brilhavam McCoy Tyner, Jimmy Garrison e Elvin Jones.
Workman participou nas sessões ao vivo no mítico clube nova iorquino Village Vanguard, após o que abandonaria a formação para se juntar ao Jazz Messengers de Art Blakey, com quem gravou Caravan.
Fica a última participação no álbum Coltrane “Live” at the Village Vanguard, gravado no início de Novembro de 1961 e lançado no ano seguinte pela Impulse Records.


Taylor’s Wailers (II)

Do álbum de estreia como leader do baterista de jazz norte-americano Art Taylor [1929-1995] – Taylor’s Wailers (1957), a composição C.T.A. escrita pelo saxofonista Jimmy Heath [1926-2020] e gravada a 22 de Março de 1957, precisamente há 65 anos, foi o único tema que não constou da sessão de 25 de Fevereiro. Um monumento!


Art Taylor (bateria), John Coltrane (sax tenor), Red Garland (piano) e Paul Chambers (baixo)

Taylor’s Wailers

O álbum de estreia como leader do baterista de jazz norte-americano Art Taylor [1929-1995] – Taylor’s Wailers -, com Donald Byrd (trompete), Jackie McLean (sax alto), Charlie Rouse (sax tenor), Ray Bryant (piano) e Wendell Marshall (baixo) foi gravado para a Prestige a 25 de Fevereiro de 1957, precisamente há 65 anos. Fica o primeiro tema do lado A, Batland.


‘E.S.P.’ de Miles Davis

Do álbum E.S.P. de Miles Davis, gravado entre 20 e 22 de Janeiro de 1965, fica o tema ‘Little One’, gravado no dia 21.


Miles Davis (tpt); Wayne Shorter (st); Herbie Hancock (p); Ron Carter (b); Tony Williams (b)

‘Free Form’, de Donald Byrd

Produzido pelo fundador da Blue Note Alfred Lion, o álbum Free Form do trompetista norte-americano Donal Byrd [1932-2013], gravado para a Blue Note nos Estúdios Van Gelder em 12 de Dezembro de 1961, há precisamente sessenta anos, contou a participação de: Wayne Shorter, saxofone tenor | Butch Warren, contrabaixo | Herbie Hancock, bateria | Billy Higgins, bateria.
Fica o primeiro tema do lado A do álbum, A Pentecostal Feelin’.

‘Very Tall’, de Oscar Peterson & Milt Jackson

Oscar Peterson [1925-2007], um dos maiores pianistas de sempre na área do jazz, gravou a 18 de Setembro de 1961, há precisamente sessenta anos, o álbum Very Tall; Ao seu trio de então, que contava com Ray Brown no baixo e Ed Thigpen na bateria juntou-se o vibrafonista e fundador do Modern Jazz Quartet, Milt Jackson [1923-1999], naquela que seria a primeira de cinco colaborações entre Oscar Peterson e Milt Jackson, que compôs Reunion Blues, o último tema do álbum, lançado pela Verve em 1962.


%d bloggers like this: