Archive for the ‘ Breve Biografia ’ Category

‘Sonate Da Chiesa’, de Giovanni Battista Vitali

Grande virtuose do violino, Giovanni Battista Vitali [18 Fevereiro 1632 – 12 Outubro 1692], foi um compositor do barroco italiano que se destacou na produção instrumental, onde criou uma síntese entre o contraponto da sonata de igreja e a livre invenção melódica da de câmara.
Influenciado por Jean-Baptiste Lully [1632-1687], foi, juntamente com Giuseppe Torelli, um dos primeiros a introduzir o minueto na suíte italiana.
Considerado por muitos estudiosos como um dos maiores autores de Concertos e Sonatas na segunda metade do século XVII, a sua arte influenciou profundamente Arcangelo Corelli [1653-1713] e Henry Purcell [1659-1695].


Álbum: Vitali: Sonate da chiesa à due violini, Op. 9 (2020) · Ensemble Italico Splendore
Sonate da chiesa à due violini, Op. 9: No. 6 in G Minor

‘Requiem’, de Cristóbal de Morales

Na passagem do quadringentésimo sexagésimo oitavo aniversário da morte de Cristóbal de Morales [c. 1500 – 1553], compositor de música sacra do Renascimento espanhol, considerado o principal representante da polifonia da Andaluzia durante a primeira metade do século XVI e, a par de Tomás Luis de Victoria e Francisco Guerrero, um dos grandes Mestres do Século de Ouro Espanhol, a primeira parte do Offertorium – Domine Jesu Christe, Rex gloriae,  extraído do Requiem, interpretado pelo Ensemble Musica Ficta, conjunto espanhol dedicado à interpretação da polifonia do Renascimento e do Barroco, com especial atenção para a música espanhola do século XVI, fundado em 1992 pelo seu maestro Raúl Mallavibarrena.


Album: Cristóbal de Morales: Requiem (Enchiriadis, 2021)

Dave Holland turns 75

In 1968, Miles Davis and Philly Joe Jones heard him at Ronnie Scott’s Jazz Club, playing in a combo that opened for the Bill Evans Trio. Jones told Holland that Davis wanted him to join his band (replacing Ron Carter). Davis left the UK before Holland could contact him directly, and two weeks later Holland was given three days’ notice to fly to New York for an engagement at Count Basie’s nightclub. He arrived the night before, staying with Jack DeJohnette, a previous acquaintance. The following day Herbie Hancock took him to the club, and his two years with Davis began. Via.


Album: In a Silent Way (1969), recorded on February 18 and released on July 30 on Columbia Records.

Miles Davis, trumpet | Wayne Shorter, soprano saxophone | John McLaughlin, electric guitar
Chick Corea, electric piano | Herbie Hancock, electric piano | Joe Zawinul, electric piano, organ
Dave Holland, double bass | Tony Williams, drums

‘Agnus Dei’, de Duarte Lobo

Na passagem dos 375 anos da morte de Duarte Lobo [c. 1565 – 24 Setembro 1646], compositor do período tardo-renascentista que foi, a par de Filipe de Magalhães (c. 1571 – 1652) e Frei Manuel Cardoso (1566 – 1650), um insigne representante da polifonia portuguesa, o Agnus Dei extraído da Missa Pro Defunctis para oito vozes.


Álbum: Agnus Dei · The Sixteen Orchestra · The Sixteen · Harry Christophers (2021)

‘Alabama Song’, de Kurt Weill

Extraída da ópera em três actos Aufstieg und Fall der Stadt Mahagonny, com música de Kurt Weill sobre libreto de Bertolt Brecht, a canção Alabama Song, publicada pela primeira vez em 1927 na colecção de poemas Hauspostille de Brecht, integra o álbum Kurt Weill: Die Dreigroschenoper (1930), com voz de Lotte Lenya, acompanhada pelo Ensemble The Three Admirals e pela Theo Mackeben’s Jazz Orchestra, com direcção de Theo Mackeben.

Não tenho o disco mas esta canção, imortalizada na versão dos The Doors, aparece também no álbum September Songs: The Music of Kurt Weill ao lado de interpretações de P.J. Harvey, Lou Reed, Elvis Costello, Nick Cave, entre outros.


“Bill Evans Live at Ronnie Scott’s”

Durante a digressão europeia de 1968, o Trio do pianista e compositor de jazz norte-americano Bill Evans [16 Agosto 1929 – 15 Setembro 1980], com Eddie Gomez (baixo)  e Jack DeJohnette (bateria), gravou ao vivo em Junho a aclamada presença no Festival de Jazz de Montreux  e uns dias mais tarde em sessão de estúdio Some Other Time: The Lost Session from The Black Forest.
Em Julho, o trio apresentou-se no Clube de jazz londrino Ronnie Scott, trabalho que foi lançado em 2020 pela Resonance Records, autora deste pequeno mas precioso documentário que contextualiza a gravação do álbum, disponível no Spotify.


‘Dial “S” for Sonny’

Do pianista de jazz Sonny Clark [1931-1963], nascido neste dia 21 de Julho há 90 anos, o tema Dial “S” for Sonny, que deu o título ao primeiro álbum de estúdio que gravou para a Blue Note nos Estúdios de Rudy Van Gelder, Nova Jérsia, precisamente no dia do seu vigésimo sexto aniversário, em 21 de Julho de 1957.


Sonny Clark, piano | Art Farmer, trompete | Curtis Fuller, trombone
Hank Mobley, saxofone tenor | Wilbur Ware, contrabaixo | Louis Hayes, bateria

500º aniversário do nascimento de Philippe de Monte

O Musica Aeterna dedicou uma emissão aos 500 anos do nascimento de Philippe de Monte [1521 – 4 Julho 1603], compositor franco-flamengo do final do Renascimento que ocupou o cargo de Hofkapellmeister em Viena e Praga, onde serviu a Corte Imperial dos Habsburgos durante trinta e cinco anos.

Em Abril passado, a Outhere Music reuniu no álbum Philippe De Monte: Madrigals and Chansons temas da colecção Delícias Harmónicas (1612) e do Livro primo de Madrigais a cinco vozes (1554), tendo como intérprete o grupo Ratas del Viejo Mundo


‘Sonata para violino’, de Élisabeth Jacquet de La Guerre (II)

De Élisabeth Jacquet de La Guerre [17 Março 1665 – 27 Junho 1729], o primeiro andamento da Sonata para violino em Lá maior nº 6 – Allemande.


Álbum: Jacquet de La Guerre: Violin Sonatas Nos. 1-6, 2017
Patxi Montero, violão baixo | Lina Tur Bonet, violino | Kenneth Weis, cravo

‘Gemmulae Evangeliorum’, de Melchior Franck

Melchior Franck [Zittau, ca. 1579 – Coburg, 1 Junho 1639], compositor protestante alemão activo durante a transição do Renascimento para o Barroco, exerceu desde 1603 até ao fim da vida o cargo de Kapellmeister da corte de Coburg. No início da sua formação foi aluno de Hans Leo Hassler.

O trabalho de Franck inclui música sacra em alemão e latim, motetos, salmos e música sacra, como os conhecidos Gemmulae Evangeliorum em quatro partes (também publicados como Provérbios do Evangelho em 1623).

Em 2020, o Ensemble Vocal  Cantus Thuringia, dirigido pelo contratenor Christoph Dittmar reuniu em disco perto de duas dezenas de canções sagradas e motetos no álbum Melchior Franck: Geistliche Gesäng und Melodeyen.


Geistliche Gesäng und Melodeyen: No. 18, Da ging meine Seele heraus
Cantus Thuringia · Capella Thuringia · Lachrimae Consort Weimar

%d bloggers like this: