Archive for the ‘ Breve Biografia ’ Category

Jacques Arcadelt

Jacques Arcadelt [c. 1507 – 14 Outubro 1568], prolífico compositor franco-flamengo do Renascimento, legou à música sacra 24 motetos, 3 missas, umas Lamentações de Jeremias e um Magnificat; como compositor de música secular, deixou 125 canções francesas e foi, dos primeiros madrigalistas, um dos mais notáveis, com a produção de aproximadamente 250 obras, superando o contemporâneo Bernardo Pisano.

Do primeiro livro de madrigais para quatro vozes [Veneza,1539], Il bianco e dolce cigno, do segundo cd do álbum triplo Jacques Arcadelt: Motetti – Madrigali – Chansons [2018], pelo ensemble vocal belga Choeur de Chambre de Namur fundado em 1987, pelo ensemble Cappella Mediterranea, fundado em 2005 por Leonardo Garcia Alarcón e pelo ensemble francês Doulce Mémoire, fundado em 1989 por Denis Raisin-Dadre.


Claudin de Sermisy

Claudin de Sermisy [c.1490 – 13 Outubro 1562], compositor natural de Paris, esteve a maior parte da sua existência como cantor e mestre de coro ao serviço da corte francesa. Foi autor de uma dúzia de missas, publicou três livros de motetos, tendo no entanto sido a centena e meia de canções polifónicas por si compostas que lhe trouxeram maior notoriedade.

Resurrexi, et adhuc tecum sum, do álbum Sermisy: Tenebrae, Motets [1984], interpretado pelo Ensemble Clément Janequin, fundado em 1978 por Dominique Visse e especializado em música francesa do período de transição entre o Renascimento e o Barroco.


Bernardo Pisano

Nos 530 anos do nascimento de Bernardo Pisano [1490-1548), sacerdote, compositor e teórico renascentista natural de Florença, que, protegido pelo Cardeal Giovanni de’ Medici – Papa Leão X a partir de 1513, se fixou definitivamente em Roma a partir de 1520.

Vos Omnes, do álbum THE LION’S EAR – A Tribute to Leo X, Musician among Popes (2016), interpretado pelo Ensemble suíço La Morra, fundado no ano 2000 e especializado em música do período de transição entre a Idade Média e o Renascimento.


Lester Bowie

Lester Bowie [11 Outubro 1941 – 8 Novembro 1999] foi um trompetista e compositor norte-americano, membro fundador do Art Ensemble of Chicago que em 2019 celebrou o 50º aniversário.
A extensa lista de colaborações com outros músicos vai desde Archie Shepp [1969-70], passando por Wadada Leo Smith e Jack DeJohnette [1979] até a uma curiosa participação, em 1993, no álbum ‘Black Tie White Noise’ de David Bowie.

Fica o tema de Lester ‘Cool T’ do álbum ‘Out Here Like This’ [Nova Iorque,1987] do all-star jazz group The Leaders, que Lester Bowie integrou na segunda formação da banda, com Chico Freeman (sax tenor), Arthur Blythe (saxofone alto), Cecil McBee (contrabaixo), Kirk Lightsey (piano) e Don Moye (bateria).

 

‘Armonico Tributo’, de Georg Muffat

Georg Muffat [1 Junho 1653 – 23 Fevereiro 1704], compositor e organista do período barroco, nasceu em França, na região de Sabóia. Passou a adolescência em Paris, onde foi aluno da figura dominante na música francesa, Jean-Baptiste Lully. Após uma passagem por Praga em 1677, trabalhou como organista  e músico de câmara do Arcebispado de Salsburgo até 1680, onde foi contemporâneo de Heinrich Ignaz Franz Biber.

Nos dois anos seguintes esteve em Itália, onde conheceu Arcangelo Corelli e foi precisamente em 1682 que publicou o seu conjunto de sonatas Armonico TributoDesde 1690 até à data da morte, Georg Muffat foi Kapellmeister na Diocese de Passau, Alemanha.

Armonico Tributo – Sonata No.2 em Sol menor
Ensemble Barroco 415 | Chiara Banchini

Elvin Jones por Francis Wolff

Elvin Jones [September 9, 1927 – May 18, 2004] fotografado em 12 Agosto 1961 por Francis Wolff, durante os ensaios do album de Freddie Hubbard «Ready for Freddie».


Irmão do pianista Hank Jones, Elvin é um dos mais importantes bateristas da história do jazz.
Antes de integrar o Quarteto de John Coltrane na primeira metade da década de sessenta gravou, para citar apenas dois exemplos, Night at the Village Vanguard com Sonny Rollins em 1957 e Sketches of Spain com Miles Davis em 1959.

Crisis, o último tema do álbum de Freddie Hubbard – «Ready for Freddie», 1962.
Músicos: Freddie Hubbard (t), Bernard McKinney (e), Wayne Shorter (ts), McCoy Tyner (p), Art Davis (db), Elvin Jones (d)

‘Concerto para violino Nº 22’, de Giovanni Battista Viotti

Giovanni Battista Viotti [12 Maio 1755 – 3 Março 1824], compositor e talentoso violinista italiano, fixou-se durante uma década em Paris, onde se estreou no Concert Spirituel em 1782, mas a Revolução Francesa fê-lo viajar para Londres em 1792, ano em que escreveu este Violin Concerto No. 22 in A Minor, G. 97.



Durante os dois anos seguintes, Viotti obteve grande sucesso como violinista nos concertos organizados pelo compositor e empresário alemão Johann Peter Salomon, que dirigiu as «London symphonies» de Joseph Haydn.
Em 1813, Salomon e Viotti integraram a lista dos membros fundadores da Royal Philharmonic Society. O concerto inaugural incluiu obras de dois compositores que Viotti conheceu pessoalmente, Joseph Haydn e Ludwig van Beethoven.



Concerto Grosso, de Giuseppe Torelli

Giuseppe Torelli [22 Abril 1658 – 8 Fevereiro 1709], violinista e compositor italiano do período barroco, foi contemporâneo de Tomaso Albinoni e Antonio Vivaldi na Península Itálica entre os séculos XVII e XVIII.
Do seu contributo para o desenvolvimento do Concerto Intrumental, a orquestra barroca Collegium Musicum 90, dirigida pelo violinista Simon Standage gravou em 2005 um disco de Concertos, do qual destaco o Concerto Grosso para Violino em Fá Maior, Op. 8, No.11

‘Sleep’, de Max Richter

Em 2015, Max Richter lançou o seu projecto mais ambicioso até hoje – Sleep -, uma experiência sensorial de oito horas e meia.
O álbum conta com a participação do American Contemporary Music Ensemble e da soprano Grace Davidson.
Fica um excerto da performance na BBC Radio 3.

‘Da Pacem Domine’, by Arvo Pärt

Arvo Pärt, estonian composer born on this day in 1935, wrote the prayer of peace “Da pacem Domine” to fulfil a commission from Jordi Savall. He began to set this ninth-century Gregorian antiphon two days after the Madrid bombings on 11 March 2004 as his personal tribute to the victims. Since then Da pacem Domine has been performed every year in Spain to commemorate the victims of this terrorist attack. Even while originally composing this four-voice piece, Pärt made allowances for variable scorings. As a result, it exists in several versions, not only for voice but also entirely for instruments.

Performers: Ensemble Vocale Odhecaton, Paolo Da Col

%d bloggers like this: