Archive for the ‘ Pintura ’ Category

‘The Basket Chair’, by Berthe Morisot

Berthe Morisot [Jan 14, 1841 – Mar 2, 1895]
The Basket Chair, 1882 | The Museum of Fine Arts, Houston


‘Harbor Scene with a Watchtower and Beacon’, by Jan van Goyen

Jan van Goyen [13 January 1596 – 27 April 1656]
‘Harbor Scene with a Watchtower and Beacon’, 1636 | Harvard Art Museums, Boston


‘Lágrimas de São Pedro’, de José de Ribera

Na passagem dos 430 anos sobre o nascimento de Jose de Ribera, dito Lo Spagnoletto [12 Jan 1591 – 2 Set 1652], espanhol de nascença mas que ainda muito jovem se mudou para Itália, onde se tornou um dos seguidores mais importantes e influentes do estilo de Caravaggio, tendo a sua arte sido fundamental para o desenvolvimento da pintura napolitana no século XVII.
Este trabalho inicial é mencionado pela primeira vez em 1644 na colecção do Cardeal Benedetto Monaldi Baldeschi em Roma. Em As Lágrimas de São Pedro -ca. 1612-13, São Pedro, com os olhos vermelhos de lágrimas e as mãos cruzadas em oração, é mostrado após a sua negação de Cristo. O derramamento de lágrimas de arrependimento era celebrado em poesia e música e era a chave para a prática devocional. Via.


‘Circe and the Companions of Ulysses’, by Parmigianino

Girolamo Francesco Maria Mazzola, aka Parmigianino [11 January 1503 – 24 August 1540] – Circe and the Companions of Ulysses, c. 1527.

In this episode from the Odyssey, Circe offers Odysseus’s men a magic potion that will turn them into beasts, yet leave them helplessly aware of their changed state.

‘Adoração dos Magos’ de Domingos Sequeira

No final da sua vida, Domingos Sequeira [1768-1837] regressou a Roma, onde se dedicou a uma notável série de quatro pinturas religiosas em que esta Adoração dos Magos se insere. Constituem, todas, um verdadeiro testamento artístico, em que se expressam não apenas as suas preocupações fundamentais sobre a cor, a luz e a forma, mas também a sua busca de uma síntese entre a tradição clássica e o romantismo. Notável pela prodigiosa modelação das figuras e da luz e pela estrutura da composição, esta é talvez a mais conseguida pintura de toda a série.Via.

Domingos Sequeira [1768-1837] – ‘Adoração dos Magos’
Museu Nacional de Arte ANtiga

‘Circus’, de August Macke

De August Macke [3 Janeiro 1887 – 26 Setembro 1914], ilustre representante do Expressionismo Alemão, a obra Circo, de 1913.


August Macke [1887 – 1914] – Circo, 1913
Museo Nacional Thyssen-Bornemisza, Madrid (não está em exibição)

‘Desventuras de Silenus’, de Piero di Cosimo

De Piero di Cosimo [2 Janeiro 1462 – 12 Abril 1522], pintor do Quattrocento italiano, também conhecido como Piero di Lorenzo, o painel ‘Disavventure di Sileno’ (ca. 1500),  baseado em passagens do poema I Fasti de Ovídio.

Piero di Cosimo [1462 – 1522] – The Misfortunes of Silenus (ca. 1505-1510)
Fogg Art Museum, Harvard University, Cambridge (EUA)

‘Le bonheur de vivre’, de Henri Matisse

Joyeuse Nouvelle Année avec ‘Le bonheur de vivre’ (1905-1906) de Henri Matisse, né ce jour là en 1869.


Max Beckmann – representações do homem na sua angústia espiritual

Após ser desmobilizado da Grande Guerra em 1917 devido a um colapso nervoso, Max Beckmann [Leipzig, 12 Fevereiro 1884 – Nova Iorque, 27 Dezembro 1950] fixou-se em Frankfurt para recuperar e o seu trabalho ‘Descida da Cruz’ é reflexo dessa fase da vida do artista.
Em 1918 produziu Gesichter, uma suite de gravuras com rostos que acentuavam uma nova abordagem artística; A trilogia sobre o filho pródigo pertence a esse período.

The Prodigal Son Among Swine (Der Verlorene Sohn unter den Schweinen)


 

The Feast of the Prodigal Son (Die Heimkehr des Verlorenen Sohnes wird gefeiert)


 

The Return of the Prodigal Son (Die Heimkehr des Verlorenen Sohnes)


 

‘The Schelde near Veere’, de Jan Toorop

Jan Toorop [20 Dezembro 1858 – 3 Março 1928], pintor oriundo das Índias Orientais Holandesas, na actual Indonésia, trabalhou  em vários estilos, desde a influência inicial dos impressionistas de Amsterdão até  ao Neo-Impressionismo, utilizando as técnicas do pontilhismo e do divisionismo.
‘The Schelde near Veere’ foi produzido no Verão de 1907 em Domburg, no sul da província de Zeeland, Holanda, onde Toorop gostava de pintar ao ar livre.


‘The Schelde near Veere’, 1907 – Centraal Museum, Utrecht


Na pintura, o divisionismo consiste na técnica de separar a cor em pontos individuais ou traços de pigmento, produzindo assim um efeito óptico. Artistas neo-impressionistas como Georges Seurat ou Paul Signac aplicaram pontos contrastantes de cor lado a lado para que, quando vistos à distância, se misturassem e fossem percepcionados pela retina como um todo luminoso. O pontilhismo consiste especificamente na técnica de aplicação de pontos.


‘The Schelde near Veere’ (detalhe)

%d bloggers like this: