Archive for the ‘ Spotify ’ Category

‘Passacaglia’, de Dietrich Buxtehude

Dietrich Buxtehude (1637-1707) e o expoente do barroco alemão no século XVII, ilustrados musicalmente por Ton Koopman na famosa peça Passacaglia em Ré menor , BuxWV 161.

De referir que a monumental “Dieterich Buxtehude – Opera Omnia”  que Ton Koopman gravou entre 2005 e 2014, está no Spotify.

‘The Sea’, de Ketil Bjørnstad

Ketil Bjørnstad, pianista e compositor norueguês nascido em Oslo a 25 de Abril de 1952, teve a primeira gravação para a ECM em 1993 com Water Stories.
Em 1995, com David Darling no violoncelo, Terje Rypdal  na guitarra e Jon Christensen na bateria, editou The Sea, o terceiro de quatro poemas aquáticos que gravou ao longo da década de 90.


‘Belonging’, de Keith Jarrett

Produzido por Manfred Eicher para a ECM e gravado em Oslo entre os dias 24 e 25 de Abril de 1974, o álbum Belonging de Keith Jarrett conta com Palle Danielsson no baixo, Jon Christensen na bateria, Jan Garbarek no saxofone e Keith Jarrett no piano.

Being Dufay

No dia em que passam 545 anos da morte do franco-flamengo Guillaume Dufay [1397-1474], notável compositor renascentista, a homenagem através de um projecto inovador que combina a música vocal com a música electrónica e a imagem.
Being Dufay agrupa fragmentos vocais da música de Dufay pela voz do tenor John Potter (Hilliard Ensemble) com a textura musical do compositor Ambrose Field, acompanhados de projecções do realizador Michael Lynch.



Dream Theater – A Change of Seasons

A Change of Seasons dos Dream Theater, lançado em Setembro de 1995, é composto pela faixa que dá o título ao álbum e por um conjunto de covers apresentados ao vivo no Ronnie Scott’s Jazz Club em Londres.

 

As Suites de Johann Bernhard Bach

Johann Bernhard Bach [1676-1749], membro relativamente desconhecido da família Bach, era primo mais velho de Johann Sebastian.
Para um melhor conhecimento do seu legado musical, instrumental na sua totalidade, temos a interpretação, pelo Ensemble L’Achéron dirigido por François Joubert-Caillet, das quatro Ouvertures (Orchestral Suites), numa edição da outhere music. Em audição no Spotify.

‘Blue Maqams’, de Anouar Brahem

Depois do projecto Souvenance [ECM, 2014] apresentado pelo Quarteto do músico tunisino em concerto com a Orquestra Gulbenkian a 28 de Abril de 2015,  Anouar Brahem regressa a Lisboa para a apresentação ao vivo do álbum Blue Maqams [ECM, 2017] a 16 de Abril no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian,
Vem isto a propósito, claro está, do artigo de Gonçalo Frota publicado no Ípsilon:

No ano em que celebra o 60.º aniversário, o tunisino reuniu à sua volta uma formação de luxo — Dave Holland, Jack DeJohnette e Django Bates — para a gravação de Blue Maqams, lugar de encontro entre as liberdades da música árabe e do jazz.

O álbum pode ser escutado no Spotify

 

%d bloggers like this: