Posts Tagged ‘ Miles Davis Quintet ’

“A Garland of Red”

O álbum de estreia do Trio do pianista de jazz Red Garland [1923-1984], com Paul Chambers no baixo e Art Taylor na bateria, foi gravado para a Prestige a 17 Agosto 1956, precisamente há 65 anos, num período de grande afirmação artística de Garland, já que  integrava o Quinteto de Miles Davis desde 1954, colaboração que se manteria até 1958.
Fica o standard What Is This Thing Called Love? escrito em 1929 por Cole Porter.


‘Bye Bye Blackbird’, de Miles Davis

O standard Bye Bye Blackbird que Miles Davis integrou no alinhamento do álbum Round About Midnight foi gravado neste dia 5 de Junho em 1956, precisamente há 65 anos.


Miles Davis, trompete – John Coltrane, saxofone tenor – Red Garland, piano
Paul Chambers, baixo – Philly Joe Jones, bateria

‘Round Midnight’, por Miles Davis

Na passagem do vigésimo nono aniversário da morte de Miles Davis [26 Maio 1926 – 28 Setembro 1991], de recordar que foi esta interpretação de Round Midnight no Newport Jazz Festival, em Julho de 1955, que levou Miles Davis a gravar o seu primeiro trabalho para a Columbia em 1957.


Miles Davis, trompete – John Coltrane, saxofone tenor – Red Garland, piano
Paul Chambers, baixo – Philly Joe Jones, bateria

‘En Aranjuez Con Tu Amor’ – Carnegie Hall, May 1961

From Miles Davis [May 26, 1926 – September 28, 1991], the only live performance of “Concierto de Aranjuez” took place at Carnegie Hall under the subtitle “The Legendary Performances of May 19, 1961“, featuring Hank Mobley, Wynton Kelly, Paul Chambers, Jimmy Cobb with Gil Evans and his 21 Piece Orchestra.

‘Live At The Plugged Nickel’, Chicago

Ainda e sempre o standard “Stella by Starlight” (minuto 13:16), integrado na série de oito discos gravados ao vivo no Clube Plugged Nickel de Chicago, activo durante grande parte da década de sessenta.
Pouco antes do Natal de 1965, a composição do segundo Quinteto de Miles Davis, incluindo Herbie Hancock no piano acústico, Ron Carter no baixo, Tony Williams na bateria e Wayne Shorter (nascido neste dia 25 de Agosto em 1933) a substituir George Coleman no saxofone tenor, recupera os solos da explosão criativa de finais da década de 50.

%d bloggers like this: