Archive for the ‘ Uncategorized ’ Category

24ª Edição da Temporada “Música em São Roque”

O Coro do Tejo – Ensemble Studio Contrapuncti fará hoje o Concerto de Abertura do Festival “Música em São Roque”, com obras de Heinrich Schütz (1585-1672) e Arcangelo Corelli (1653-1713).

Clique na imagem para descarregar o Programa.

Na sua 24ª edição, a Temporada “Música em São Roque” volta aos locais da sua origem; a Igreja e Museu de São Roque seguindo, como nas edições anteriores, uma linha de programação que privilegia a ligação estética às características próprias dos locais onde decorrem os concertos, a participação de músicos portugueses ou residentes em Portugal e a divulgação do universo musical português.
A Igreja de São Roque acolhe sobretudo obras para coro e orquestra do período barroco e clássico, nomeadamente de Bach, Schütz , Vivaldi, Charpentier, Haydn, Mozart e de um conjunto de compositores portugueses e brasileiros que nos séculos XVII e XVIII aproximaram a história da música destes dois países, como sejam Marcos Portugal, André da Silva Gomes, Emerico Lobo de Mesquita e José Maurício Nunes Garcia, entre outros.
Assumindo-se como iniciativa dinamizadora da atividade musical da comunidade local, a Temporada Música em São Roque prossegue na sua colaboração com as duas principais escolas de música sediadas na área envolvente; a Escola Superior de Música de Lisboa e a Escola de Música do Conservatório Nacional.
O Museu de São Roque será igualmente palco para um interessante concerto intitulado “Uma viagem através do piano e violino” onde se cruzarão obras tradicionais da música erudita com obras de cariz popular. Via.

Cristiano Holtz spielt Bach

Apresentação do novo CD de Cristiano Holtz ”Rare Works for Harpschord” – Johann Sebastian Bach (1685-1750)
10 de Abril 2012 – Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves
Cravo M. Kramer, Rosengarten, a partir de um original G. Silbermann, Saxónia de c. 1740
Gravação efetuada nos dias 21, 22 e 23 de Setembro de 2011, na Igreja do Cemitério dos Ingleses, em Lisboa
Edição HERA 2125

Crónica de Ana Madalena Bach

Homenagem a Gustav Leonhardt
Projecção no Nimas, 28 de Janeiro às 21h30
Título original: Chronik der Anna-Magdalena Bach
De: Danièle Huillet, Jean-Marie Straub
Com:Christiane Lang, Ernst Castelli, Gustav Leonhardt, Paolo Carlini
Outros dados: Guiné-Bissau/POR, 1968, Cores, 95 min.
Diário íntimo (possivelmente apócrifo) da segunda mulher de Johan Sebastian Bach, que conta o dia a dia e o trabalho do genial compositor, filmado de uma forma que recusa os métodos da clássica “reconstituição” histórica no cinema. O famoso cravista Gustav Leonhardt interpreta a figura de Bach, de quem se evocam os 250 anos da sua morte.
Texto: Cinemateca Portuguesa

Árvore de Natal

image

Flowering plum tree – Japonaiserie (after Hiroshige) – Vincent van Gogh, 1887

Quando amanhecer em Portugal, neste dia 20 de Março, estaremos a celebrar o Equinócio da Primavera enquanto a Terra do Sol Nascente sofre, mesmo quando as cerejeiras estão em flor.  
A minha homenagem, através da visão poética que Van Gogh nos deixou da Mãe-Terra.

One may recognize a Japanese influence even in Vincent van Gogh’s later work. In the stylized designs, the use of strong contours and contrasting colors, the cut-off compositions, and in his continuing interest in certain themes, such as blossoming trees or twisting branches.

Van Gogh made this painting after a Japanese print by Hiroshige from the extensive collection he shared with his brother. He closely followed the composition of Hiroshige, but did not stick to the exact colours of the original. The Oriental characters he painted on the frame were derived from a Japanese example. The text they create has no coherent meaning and their function is primarily decorative.

The ancient plum tree that was the subject of the original print by Hiroshige had the poetic nickname of ‘the sleeping dragon plum tree’. A name it got from the way that the tree branched out via a network of underground roots only to emerge above ground somewhere else. Via.

O peso das consciências

Em 1054, o Cisma entre Constantinopla e Roma separa o Oriente e o Ocidente, as culturas bizantina e latina, a ortodoxia e o catolicismo. Do saque de Constantinopla pelos cruzados e cinco séculos de ocupação otomana até aos gulags soviéticos, a identidade ortodoxa forja-se numa dialéctica de resistência e martírio única no mundo.

Mensageiro das Estrelas

Em simultâneo com o fim do Ano Internacional da Astronomia, o evento de maior importância em 2009 no terceiro calhau a contar do Sol, é hoje lançado em língua portuguesa o primeiro livro de Galileu Galilei – Sidereus Nuncius (Mensageiro das Estrelas), quatrocentos anos depois de ter sido publicado.

Com tradução e notas do Professor Henrique Leitão, investigador e professor de História da Ciência na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, esta obra fundamental do pensamento científico ocidental relata as primeiras observações  que Galileu fez através do seu telescópio, entre finais de 1609 e março de 1610. Integra ainda um facsimile integral da edição original do Sidereus Nuncius.

Creio pois ser oportuno recuperar a aula do Professor Henrique Leitão – Galileu na China, à qual tive o prazer de assistir em Agosto do ano passado no Museu do Oriente.

Relacionado: artigo no Público sobre o lançamento do livro na Gulbenkian.

Happy Birthday, Mr. Jeff Bridges!

Jeff Bridges completa hoje 60 anos, mas as prendas são para nós! De todas as projecções em 70mm que vi no antigo Cine-Teatro Monumental, A Guerra das Estrelas-1976 e TRON-1982 (Tron Legacy está em pós-produção) são inesquecíveis! 🙂

_______________________________________

Em Starman – O Homem das Estrelas (1984) de John Carpenter, foi nomeado para o Óscar de Melhor Actor.

______________________________________

Em Thunderbolt and Lightfoot – O Último Golpe (1974) de Michael Cimino, foi nomeado para o Óscar de Melhor Actor Secundário.

______________________________________

Em The Contender (2000) de Rod Lurie, foi nomeado para o Óscar de Melhor Actor Secundário.

Estados Divididos da América

 

 

Estes foram os locais duvidosos onde passei a noite e madrugada: 😛

http://sic.aeiou.pt/online/noticias/mundo/multimedia/resultados_eleicoes_eua.htm

http://www.realclearpolitics.com/

http://thepage.time.com/

http://politica2008.wordpress.com/

http://blog.indecision2008.com/  😉

Chrome

Raramente utilizo o Internet Explorer, desde que tenho o Firefox. Instalar a versão 3 trouxe-me alguns desgostos, como não poder publicar vídeos no blog com o VodPod. Vou agora experimentar o novo browser da Google, o Chrome. A pesquisa inteligente já não é novidade, pois vem do Firefox ; Só permite importar os bookmarks do IE? Vamos ver como funcionam os separadores; No Firefox, quando um endereço congela lixa os outros também. Para já, parece mais rápido que os outros dois.

%d bloggers like this: