Posts Tagged ‘ The Metropolitan Museum of Art ’

‘A Grande Onda’, de Hokusai

Hokusai [1760 – 10 Maio 1849], artista japonês activo durante o período de grande efervescência na literatura, filosofia e artes denominado Edo (1615–1868), ficou conhecido pela série “Trinta e seis vistas de Monte Fuji” (1831-34) , da qual fica a icónica xilogravura “A Grande Onda de Kanagawa” (ca. 1830–32).


Hokusai cleverly played with perspective to make Japan’s grandest mountain appear as a small triangular mound within the hollow of the cresting wave.
Via Met Museum

‘Leisure Time in an Elegant Setting’, de Pieter de Hooch

Tal como o contemporâneo Johannes Vermeer, também Pieter de Hooch cultivou a designada pintura de género de estética realista, que elegia a vida quotidiana, nomeadamente através da manipulação da luz na representação de interiores.


Pieter de Hooch [1629-1684] – “Leisure Time in an Elegant Setting”,ca. 1663-65 – The Metropolitan Museum of Art

‘Vedute di Roma’, de Giovanni Battista Piranesi

Giovanni Battista Piranesi [Veneza, 4 Outubro 1720 – Roma, 9 Novembro 1778] foi arquitecto, teórico e arqueólogo. Fascinado pelas antiguidades da Cidade Eterna deixou uma extensa obra como gravador, com destaque para as Vedute di Roma ou ‘Vistas de Roma’ e ainda o conjunto Carceri d’invenzione ou ‘Prisões Imaginárias’.


‘Eneias e a Sibila no Mundo Inferior’, de Jan Brueghel, o Jovem

Na passagem dos 420 anos do nascimento de De Jan Brueghel, o Jovem [13 Setembro 1601 – 01 Setembro 1678], a obra “Aeneas and the Sibyl in the Underworld”, dos anos 1630,  inspirada nas paisagens do inferno de Jan Brueghel, o Velho, que por sua vez remetia para a obra de Bosch. O tema pertence a Virgílio, Eneida, Livro VI. »


“Aeneas and the Sibyl in the Underworld”, 1630s –  The Metropolitan Museum of Art, New York.

‘Penitente Madalena’, de Georges de La Tour

La Madeleine é um dos temas favoritos de Georges de La Tour [14 Março 1593 – 30 Janeiro 1652]. Existem quatro pinturas originais com um esquema de composição idêntico: ‘Madalena Arrependida’(1635-40) – National Gallery em Washington, Madalena à luz da noite’ (1640-45) – Museu do Louvre, esta ‘Penitente Madalena’ (ca. 1640) – Museu Metropolitan em Nova York, e Madalena com chama fumegante (1635-37) – County Museum em Los Angeles.


‘Collines autour de la baie de Moulin Huet, Guernesey’, de Pierre-Auguste Renoir

No centésimo octogésimo aniversário do nascimento de Pierre-Auguste Renoir [Limoges, 25 Fevereiro 1841 – Cagnes-sur-Mer, 3 Dezembro 1919], um dos mais notáveis representantes do movimento impressionista, Collines autour de la baie de Moulin Huet, Guernesey.
Entre 1881 e 1883, Renoir atravessou França por diversas vezes, desde L’Estaque no sul, onde visitou Paul Cézanne, até à ilha de Guernsey no Canal da Mancha, onde no final do Verão de 1883 pintou a baía da rochosa costa de Moulin Huet.


Pierre-Auguste Renoir [1841-1919]
‘Collines autour de la baie de Moulin Huet, Guernesey’, 1883
The Metropolitan Museum of Art, New York


‘Collines autour de la baie de Moulin Huet, Guernesey’, 1883 [detalhe]

‘Allée de châtaigniers’, de Alfred Sisley

De Alfred Sisley [30 Outubro 1839 – 29 Janeiro 1899], o Passeio dos Castanheiros foi pintado em 1878 nas margens do rio Sena em Sèvres, onde residiu entre 1877 e 1879.


Alfred Sisley [1839-1899] – ‘Allée de châtaigniers’, 1878
The Met Fifth Avenue, Galeria 961


Alfred Sisley [1839-1899] – ‘Allée de châtaigniers’, 1878 (detalhe)

‘Lágrimas de São Pedro’, de José de Ribera

Na passagem dos 430 anos sobre o nascimento de Jose de Ribera, dito Lo Spagnoletto [12 Jan 1591 – 2 Set 1652], espanhol de nascença mas que ainda muito jovem se mudou para Itália, onde se tornou um dos seguidores mais importantes e influentes do estilo de Caravaggio, tendo a sua arte sido fundamental para o desenvolvimento da pintura napolitana no século XVII.
Este trabalho inicial é mencionado pela primeira vez em 1644 na colecção do Cardeal Benedetto Monaldi Baldeschi em Roma. Em As Lágrimas de São Pedro -ca. 1612-13, São Pedro, com os olhos vermelhos de lágrimas e as mãos cruzadas em oração, é mostrado após a sua negação de Cristo. O derramamento de lágrimas de arrependimento era celebrado em poesia e música e era a chave para a prática devocional. Via.


‘The Trojan Women Setting Fire to Their Fleet’, by Claude Lorrain

From Claude Lorrain [1604/5 – 23 November 1682], French painter of the Baroque period, ‘The Trojan Women Setting Fire to Their Fleet’, ca. 1643.


Claude Lorrain [c. 1600 – 23 November 1682]
“The Trojan Women Setting Fire to Their Fleet”, ca. 1643
The Metropolitan Museum of Art, New York

‘Notre-Dame-de-la-Garde (La Bonne-Mère), Marseilles’, de Paul Signac

Paul Signac [11 Novembro 1863 – 15 Agosto 1935]
Notre-Dame-de-la-Garde (La Bonne-Mère), Marseilles, 1905–6


Notre-Dame-de-la-Garde (La Bonne-Mère), Marseilles 1905–6
Metropolitan Museum of Art New York Collection
On view at The Met Fifth Avenue in Gallery 825

%d bloggers like this: