Arquivo de Julho, 2019

Santo Inácio de Loyola

“Para aqueles que crêem, nenhuma explicação é necessária; e para aqueles que não crêem, nenhuma explicação é possível”
Santo Inácio de Loyola [23 Out 1491 – 31 Jul 1556]

Na passagem de mais um aniversário da morte de Santo Inácio de Loyola, fundador da Companhia de Jesus e contemporâneo de São Francisco Xavier.
Detalhe da escultura de Juan Martínez Montañés [1568 – 1649], elaborada em 1610 por altura da canonização do padre jesuíta.

Anúncios

Mingus Plays Piano

Pessoal e transmissível, o álbum Mingus Plays Piano, gravado a 30 de Julho de 1963, é para ouvir com o mesmo cuidado que se empresta a tudo o que é inevitável nesta vida…

Charles Mingus [22 Abril 1922 – 5 Janeiro 1979], que passou no Cascais Jazz em 1975, afirma no início do tema Memories Of You: “I don’t think I should improvise man. It’s not like sittin’ at home, I can tell you that. It’s not like playing at home by yourself.”

‘Remembering Tomasz Stanko’

Homenagem ao virtuoso trompetista e compositor Tomasz Stańko [11 Julho 1942 – 29 Julho 2018]. Pelo modo como deixava o trompete respirar, era por vezes apelidado de Miles Davis polaco.
A primeira gravação para a ECM ocorreu em 1976 com Balladyna e teve a participação de Dave Holland. Em 1981, colaborou no álbum de Gary Peacock Voice from the Past – Paradigm com Jan Garbarek e Jack DeJohnette. Ainda durante a década de 80 integrou a Cecil Taylor’s big band.
Com o seu Quarteto, gravou Suspended Night em 2004 e Lontano em 2006, ambos aclamados nos EUA e na Europa. O último trabalho de Tomasz Stańko que Manfred Eicher produziu para a ECM foi December Avenue de 2017.

Johann Sebastian Bach por Ton Koopman

De Johann Sebastian Bach [31 Março 1685 – 28 Julho 1750],
o Prelúdio e fuga em lá menor, BWV 543. Solista no órgão, Ton Koopman.

‘Dutch Baroque School’ plays Bach

Violoncelista principal da Royal Concertgebouw Orchestra Amsterdam entre 1962 e 1968, Anner Bylsma [1934-2019] foi o grande pioneiro da interpretação historicamente informada com o violoncelo.
A parceria com Frans Brüggen [1934-2014] e Gustav Leonhardt [1928-2012] contribuiu para a divulgação do repertório barroco.
A sua gravação das Suites para violoncelo solo de Bach foi a primeira com instrumento de época.
Para um conhecimento mais pormenorizado do trabalho de Anner Bylsma, fica esta ligação (via Cristina Fernandes).

Johann Sebastian Bach – The Complete Sonatas For Flute and Continuo
Frans Bruggen, baroque flute | Gustav Leonhardt, harpsichord | Anner Bylsma, barockvioloncello


‘Sturm und Drang’ na música de Mozart

Das três sinfonias que Wolfgang Amadeus Mozart [1756-1791] compôs no Verão de 1788, a No.40 em Sol menor, K.550, (25 Julho) – uma das duas únicas que escreveu em notas menores -, reflecte a tendência do movimento artístico conhecido como ‘Sturm und Drang’, ou ‘Tempestade e Ímpeto’.
As outras duas, a No.39 em Mi bemol Maior, K.543 (26 Junho) e a No.41 em Dó maior, K.551 (10 Agosto), são mais luminosas.

The London Mozart Players perform Mozart’s Symphony No. 40 in G minor, K550

Colaborações de Al Di Meola

Al Di Meola, que neste dia 22 de Julho de 2019 completa 65 anos, foi em 1973 convidado pelo pianista Chick Corea para integrar o agrupamento Return to Forever, uma das bandas de jazz de fusão mais influentes na década de setenta, que contou, entre outros, com a colaboração de Stanley Clarke.
A par de “Friday Night in San Francisco” (1981) e “Passion, Grace & Fire” (1983), com Paco de Lucía e John McLaughlin, uma das mais frutuosas colaborações do extraordinário guitarrista é este “The Rite Of Strings”, com Stanley Clarke e Jean-Luc Ponty (1995).

Anúncios
%d bloggers like this: