Arquivo de Julho, 2019

Santo Inácio de Loyola

“Para aqueles que crêem, nenhuma explicação é necessária; e para aqueles que não crêem, nenhuma explicação é possível”
Santo Inácio de Loyola [23 Out 1491 – 31 Jul 1556]

Na passagem de mais um aniversário da morte de Santo Inácio de Loyola, fundador da Companhia de Jesus e contemporâneo de São Francisco Xavier.
Detalhe da escultura de Juan Martínez Montañés [1568 – 1649], elaborada em 1610 por altura da canonização do padre jesuíta.

Mingus Plays Piano

Pessoal e transmissível, o álbum Mingus Plays Piano, gravado a 30 de Julho de 1963, é para ouvir com o mesmo cuidado que se empresta a tudo o que é inevitável nesta vida…

Charles Mingus [22 Abril 1922 – 5 Janeiro 1979], que passou no Cascais Jazz em 1975, afirma no início do tema Memories Of You: “I don’t think I should improvise man. It’s not like sittin’ at home, I can tell you that. It’s not like playing at home by yourself.”

‘Remembering Tomasz Stanko’

Homenagem ao virtuoso trompetista e compositor Tomasz Stańko [11 Julho 1942 – 29 Julho 2018]. Pelo modo como deixava o trompete respirar, era por vezes apelidado de Miles Davis polaco.
A primeira gravação para a ECM ocorreu em 1976 com Balladyna e teve a participação de Dave Holland. Em 1981, colaborou no álbum de Gary Peacock Voice from the Past – Paradigm com Jan Garbarek e Jack DeJohnette. Ainda durante a década de 80 integrou a Cecil Taylor’s big band.
Com o seu Quarteto, gravou Suspended Night em 2004 e Lontano em 2006, ambos aclamados nos EUA e na Europa. O último trabalho de Tomasz Stańko que Manfred Eicher produziu para a ECM foi December Avenue de 2017.

Johann Sebastian Bach por Ton Koopman

De Johann Sebastian Bach [31 Março 1685 – 28 Julho 1750],
o Prelúdio e fuga em lá menor, BWV 543. Solista no órgão, Ton Koopman.

‘Dutch Baroque School’ plays Bach

Violoncelista principal da Royal Concertgebouw Orchestra Amsterdam entre 1962 e 1968, Anner Bylsma [1934-2019] foi o grande pioneiro da interpretação historicamente informada com o violoncelo.
A parceria com Frans Brüggen [1934-2014] e Gustav Leonhardt [1928-2012] contribuiu para a divulgação do repertório barroco.
A sua gravação das Suites para violoncelo solo de Bach foi a primeira com instrumento de época.
Para um conhecimento mais pormenorizado do trabalho de Anner Bylsma, fica esta ligação (via Cristina Fernandes).

Johann Sebastian Bach – The Complete Sonatas For Flute and Continuo
Frans Bruggen, baroque flute | Gustav Leonhardt, harpsichord | Anner Bylsma, barockvioloncello


‘Sturm und Drang’ na música de Mozart

Das três sinfonias que Wolfgang Amadeus Mozart [1756-1791] compôs no Verão de 1788, a No.40 em Sol menor, K.550, (25 Julho) – uma das duas únicas que escreveu em notas menores -, reflecte a tendência do movimento artístico conhecido como ‘Sturm und Drang’, ou ‘Tempestade e Ímpeto’.
As outras duas, a No.39 em Mi bemol Maior, K.543 (26 Junho) e a No.41 em Dó maior, K.551 (10 Agosto), são mais luminosas.

The London Mozart Players perform Mozart’s Symphony No. 40 in G minor, K550

Colaborações de Al Di Meola

Al Di Meola, que neste dia 22 de Julho de 2019 completa 65 anos, foi em 1973 convidado pelo pianista Chick Corea para integrar o agrupamento Return to Forever, uma das bandas de jazz de fusão mais influentes na década de setenta, que contou, entre outros, com a colaboração de Stanley Clarke.
A par de “Friday Night in San Francisco” (1981) e “Passion, Grace & Fire” (1983), com Paco de Lucía e John McLaughlin, uma das mais frutuosas colaborações do extraordinário guitarrista é este “The Rite Of Strings”, com Stanley Clarke e Jean-Luc Ponty (1995).

‘Woman Combing Her Hair’, by Degas

Edgar Degas [19 July 1834 – 27 September 1917] – Woman Combing her Hair, c.1885

Edgar Degas – Woman Combing her Hair, c.1885
Hermitage Museum, Saint Petersburg

‘Jazz Images’ by Francis Wolff

O fotógrafo Francis Wolff (1907-1971) deixou Berlim em 1939 e chegou a Nova Iorque para trabalhar com o amigo e co-fundador da Blue Note Alfred Lion [1908-1987]. O livro Jazz Images by Francis Wolff, tem 164 páginas e um cd com notas introdutórias do crítico musical Ashley Kahn e reúne mais de 150 retratos – inéditos na sua maioria – de nomes do jazz como Art Blakey, Clifford Brown, Donald Byrd, Don Cherry, Ornette Coleman, John Coltrane, Miles Davis, Dexter Gordon, Grant Green, Herbie Hancock, Joe Henderson, Freddie Hubbard, Elvin Jones, Thelonious Monk, Lee Morgan, Bud Powell, Sonny Rollins e Wayne Shorter, que surgem agora nas capas de uma nova séries de discos.

‘The Lute Player’, by Caravaggio

Caravaggio’s The Lute Player – Hermitage Museum, Saint Petersburg

%d bloggers like this: