Posts Tagged ‘ Polifonia ’

Concerto de Ano Novo na Igreja de São Vicente de Fora

CONCERTO de ANO NOVO
22 DE JANEIRO de 2019, 21H30 | Igreja São Vicente de Fora
FREI FERNANDO DE ALMEIDA (c.1620-1660)
Missa brevis, Benedictus Dominus Deus Israel, Lamentações de Quinta-Feira Santa
CAPELLA PATRIARCHAL | JOÃO VAZ, órgão e direcção

 

Frei Fernando de Almeida (c.1620-1660) é um dos últimos representantes da tradição de polifonistas portugueses que antecedeu o período de italianização da música sacra operado durante as primeiras décadas do século XVIII. As Lamentações de Quinta-Feira Santa, que a Capella Patriarchal apresenta agora em primeira audição moderna, provêm de manuscritos conservados na Biblioteca do Paço Ducal de Vila Viçosa, elaborados por ordem de D. João V, facto que prova o prestígio do compositor mesmo meio século após a sua morte. O estilo de Frei Fernando de Almeida, mantendo embora a estrutura polifónica presente em obras de compositores anteriores, é impregnado dos madrigalismos típicos da música italiana daquele período. Os textos das suas obras são, assim, particularmente enriquecidos pelos recursos musicais que sublinham determinadas palavras. A Missa ferial e o Benedictus Dominus Deus Israel do mesmo autor (também incluídos no programa) foram anteriormente apresentados em primeira audição moderna pela Capella Patriarchal também no âmbito dos concertos de Ano Novo do Patriarcado de Lisboa (repectivamente em 2010 e em 2017). Via Althum.

Anúncios

Stile Antico – ‘The Phoenix Rising’

The superb British early-music choir Stile Antico offers a beautifully sung program of Tudor church music, including William Byrd’s richly polyphonic Mass for Five Voices. The disc also includes haunting renditions of music by Tallis, Thomas Morley and Orlando Gibbons. – Vivien Schweitzer, The New York Times


Extraído do mais recente trabalho – The Phoenix Rising, o Agnus Dei da Missa para cinco vozes de William Byrd [1540-1623]. O álbum pode ser ouvido no Spotify.

Eborae Mvsica – Os Mestres do Século de Ouro pelo Stile Antico

Integrado nas XIV Jornadas Internacionais “Escola de Música da Sé de Évora”, O Grupo inglês Stile Antico apresenta-se novamente em Portugal, amanhã dia 4 de Outubro às 21:00 na Sé de Évora, com um Programa a não perder:

Commissa mea pavesco de Filipe de Magalhães (1571 – 1652); Jubilate Deo de Cristóbal de Morales (ca. 1500 – 1553); Missa Gaudeamus: Kyrie de Tomás Luis de Victoria (1548 – 1611); Missa Gaudeamus: Gloria de Tomás Luis de Victoria; Audivi vocem de caelo de Duarte Lobo (ca. 1565 – 1646); Surge Propera de Giovanni Pierluigi da Palestrina (1525 – 1594); Missa Surge Propera: Sanctus de Tomás Luis de Victoria; Missa Surge Propera: Benedictus de Tomás Luis de Victoria; Turbae quae precedebant de Manuel Cardoso (1566 – 1650); Simile Est Regnum de Francisco Guerrero (1528 – 1599); Missa Simile Est Regnum: Agnus Dei de Tomás Luis de Victoria; Pater peccavi de Duarte Lobo e Laetatus Sum de Tomás Luis de Victoria. Via.

Antífona para o Natal

Existem três iniciais identificadas neste manuscrito de data indeterminada e que foi executado por um miniaturista italiano, referido como Maestro Daddesco. No folio 32R, a Natividade com H inicial alude a uma antífona para o Natal.

Anúncios
%d bloggers like this: