Posts Tagged ‘ Le Concert Spirituel ’

‘Concert de chambre a deux et trois parties Nos. 1’, de Joseph Mouret

De Joseph Mouret [11 Abril 1682 – 22 Dezembro 1738], compositor do barroco francês que exerceu o cargo de director do Concert Spirituel a partir de 1728, a leveza e a elegância da suíte de dança francesa, expressa no concerto de câmara dividido em oito partes que integra o primeiro álbum do Ensemble BradamanteConcerti A Quattro , 2020


/ 12 · 19 Concert de chambre a deux et trois parties Nos. 1 (Primeiro livro 1734)

‘Daphnis et Chloé, Op. 102’, de Boismortier

De Joseph Bodin de Boismortier [23 Dezembro 1689 – 28 Outubro 1755], compositor do barroco francês, contemporâneo de Mondonville e Rameau [1683-1764], a abertura do Prólogo de Daphnis et Chloé, pastoral em três actos sobre libreto de Pierre Laujon, cuja première teve lugar no Concert Spirituel em 1747.


Álbum: «Daphnis et Chloé» – Pastorale. Paris, 1747 | Le Concert Spirituel · Hervé Niquet

‘Les Fêtes de Paphos’, de Jean-Joseph Cassanéa de Mondonville

Contemporâneo de Jean-Philippe Rameau, embora de uma geração posterior, Jean-Joseph Cassanéa de Mondonville [1711 – 8 Outubro 1772], foi um prolífico compositor do barroco francês, com mais de quinhentas execuções no Concert Spirituel, onde entrou como violinista em 1738, vindo a ocupar o cargo de director entre 1755 e 1762.

Ficam a abertura e o final do terceiro acto da ópera Les Fêtes de Paphos, de 1758.
Orquestra Les Talens Lyriques e Coro de Câmara Accentus, dirigidos por Christophe Rousset.



‘Concerto para violino Nº 22’, de Giovanni Battista Viotti

Giovanni Battista Viotti [12 Maio 1755 – 3 Março 1824], compositor e talentoso violinista italiano, fixou-se durante uma década em Paris, onde se estreou no Concert Spirituel em 1782, mas a Revolução Francesa fê-lo viajar para Londres em 1792, ano em que escreveu este Violin Concerto No. 22 in A Minor, G. 97.



Durante os dois anos seguintes, Viotti obteve grande sucesso como violinista nos concertos organizados pelo compositor e empresário alemão Johann Peter Salomon, que dirigiu as «London symphonies» de Joseph Haydn.
Em 1813, Salomon e Viotti integraram a lista dos membros fundadores da Royal Philharmonic Society. O concerto inaugural incluiu obras de dois compositores que Viotti conheceu pessoalmente, Joseph Haydn e Ludwig van Beethoven.



%d bloggers like this: