Posts Tagged ‘ TNSC ’

Maria Callas em Lisboa

A presença de Maria Callas em Lisboa para protagonizar a ópera La Traviata, de Verdi, no Teatro Nacional de São Carlos, foi assinalada pelo Diário de Notícias na edição de 26 de Março de 1958. “Um vendaval trouxe-nos Maria Callas. Simpática e sorridente e sem incidentes”, podia ler-se no nosso jornal. Maria Callas subiu ao palco no papel de Violetta Valéry, a 27 de Março de 1958, acompanhada por um elenco que incluiu Alfredo Kraus, Mario Seremi, Laura Zanini, Piero de Palma, Vito Susca, Alessandro Maddalena, e os portugueses Maria Cristina de Castro, no papel de Annina, Álvaro Malta, como barão Douphoi, e Manuel Leitão, como mensageiro. A direção musical da ópera foi do maestro Franco Ghione.
La Traviata foi das óperas que Callas mais interpretou. Só no período de 1951 a 1958, protagonizou-a mais de 60 vezes, em teatros de Roma, Florença, Parma, em Itália, São Paulo e Rio de Janeiro, no Brasil, Chicago, Nova Iorque e Dallas, nos Estados Unidos, ou na Cidade do México. A encenação que o cineasta Luchino Visconti fez desta ópera, para a temporada de 1955-56 do Alla Scala, de Milão, dirigida por Carlo Maria Giullini, é apontada como uma das suas mais notáveis interpretações de Violetta Valéry. Todavia, quando a protagonizou em Lisboa, a soprano nova-iorquina de origem grega sentir-se-ia muito próxima da personagem.


‘Niobe Regina di Thebes’, de Agostino Steffani

Agostino Steffani [25 Julho 1655 – 12 Fevereiro 1728], organista e eclesiástico italiano natural da região do Veneto, cedo se notabilizou como compositor, primeiro com as missas que escreveu para a capela do Eleitor da Baviera em Munique, da qual se tornou organista em 1675, depois com as óperas que escreveu a partir do ínício da década de 1680.
Estreada originalmente em 1688 em Munique, “Niobe, Rainha de Tebas”, ópera dramática em 3 actos inspirada nas “Metamorfoses” de Ovídio, com libreto de Luigi Orlandi, foi apresentada em 2010 no Teatro Nacional de São Carlos.


Álbum: Steffani: Niobe, regina di Tebe, 2015
Solistas: Philippe Jaroussky, Karina Gauvin, Aaron Sheehan, Terry Wey, Jesse Blumberg, José Lemos
Paul O’Dette, alaúde
Boston Early Music Festival Orchestra, dirigida por Stephen Stubbs
<span>%d</span> bloggers like this: