Vale encantado

Aqui, nas encostas de Vila Nova de Foz-Côa até ao Pocinho, nas margens do Douro, não há vestígios de incêndios.
Não tenho tido oportunidade de ver muitas paisagens assim este verão – nem no Minho!


Posted by PicasaClique nas imagens para ampliar

Mas há sinais muito claros de seca.. como há muito tempo as pessoas não se lembram. Sem sinais de chuva há mais de um ano, não há colheita que resista!
Salva-se a apanha da amêndoa, pois as vinhas, sempre carregadas de trincadeira, estão reduzidas ao que os pássaros deixaram. A uva, muito pequena e dôce como mel, assegura graduação no vinho, mas é consensual que a produção será reduzida.


Posted by Picasa

Estes caminhos de pedra de xisto ladeado de vinhedo são um suplemento de alma.
As elevadas temperaturas, a rondar os quarenta graus, aconselham passadas pequenas, o que ajuda a saborear melhor o passeio pela encosta íngreme..


Posted by Picasa

Já estou com saudades..

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: