Arquivo de 4 de Agosto, 2019

‘Silhouettes’, de Klaus Schulze

Foi no centro da explosão da electrónica Krautrock, onde pontificavam nomes como Kraftwerk, Neu! e Can, que surgiu a banda Tangerine Dream, em 1967.
Entre 1969 e 1970, Klaus Schulze, que neste dia 4 Agosto 2019 completa 72 anos, fez parte da formação liderada por Edgar Froese.
Em 1971, com o guitarrista Manuel Göttsching, formou a banda Ash Ra Tempel, colaborou ao longo da década de setenta com os grupo The Cosmic Jokers e Go.
Da carreira a solo de Schulze, que conta com mais de seis dezenas de trabalhos, o álbum “Silhouettes” (2018) tem um tema de que gosto particularmente, o segundo movimento Der lange Blick zurück.

Anúncios

A Arte da Big Band

Durante os meses de Julho e Agosto, a Antena 2 emite oito programas de uma nova série intitulada A Arte da Big Band, da autoria de Jorge Costa Pinto.

Big Band, é termo que denomina grande orquestra, na linguagem jazzística, que nos chega pela evolução natural do jazz.
No início, em finais do século XIX, em New Orleans, no Louisiana-Estados Unidos da América, pequenos grupos de músicos afro-americanos, criam a música que vai entusiasmar os dançarinos em todo o mundo: o Dixieland. É um estilo musical que usa o ragtime, ritmo sincopado com grande apelo à dança, já nos anos 20, em Chicago, Kansas City e na West Coast, grupos com mais músicos, dez, doze, vão sendo constituídos.
Mas é nos anos 30 que a popularidade da big band se destaca, com o aparecimento das orquestras de músicos solistas de grande qualidade: Fletcher Hendersen, Benny Goodman, Duque Ellington, Count Basie, Tommy Dorsey, Artie Shaw, Woody Herman, Stan Kenton, e outros.
A Arte da Big Band apresenta nomes igualmente representativos de excelentes big bands, dando a conhecer um pouco da história deste organismo musical – a big band – que continua a entusiasmar jovens músicos a recriaram a música aliciante daquelas históricas orquestras de jazz.
Jorge Costa Pinto
Anúncios
%d bloggers like this: