Arquivo de 30 de Março, 2022

‘Tientos’, de Antonio de Cabezón

O compositor do Renascimento espanhol Antonio de Cabezón [1510-1566], natural de uma pequena povoação perto de Burgos, entrou em 1526 ao serviço da Família Real Espanhola como organista, pela mão da Rainha D. Isabel I de Portugal, filha de D. Manuel I e mulher de Carlos I de Espanha.
Entre a obra de Cabezón dedicada ao teclado, destaque para o tiento, obra musical na forma de moteto instrumental, típica da música espanhola do século XVI.


Do álbum Cabezon: Music for Keyboard (Glossa, 2013), ficam as peças Tiento sobre Qui la dira e Tiento VIII del octavo tono, interpretadas pelo cravista napolitano Enrico Baiano.

%d bloggers like this: