Arquivo de Fevereiro, 2008

A tua morte é sempre nova em mim.
Não amadurece. Não tem fim.
Se ergo os olhos dum livro, de repente
tu morreste.
Acordo, e tu morreste.
Sempre, cada dia, cada instante,
a tua morte é nova em mim,
sempre impossível.

E assim, até à noite final
Irás morrendo a cada instante
da vida que ficou fingindo vida.
Redescubro a tua morte como outros
descobrem o amor,
porque em cada lugar, cada momento,
tu estás viva.

Viverei até à hora derradeira a tu morte.
Aos goles, lentos goles. Como se fosse
cada vez um veneno novo.
Não é tanto a saudade que dói, mas o remorso.
O remorso de todo o perdido em nossa vida,
coisas de antes e depois, coisas de nunca,
palavras mudas para sempre, um gesto
que sem remédio jamais teve destino,
o olhar que procura e nunca tem resposta.

O único presente verdadeiro é teres partido.

excerto do poema A TUA MORTE EM MIM, de Adolfo Casais Monteiro

A tua morte é sempre nova em mim.
Não amadurece. Não tem fim.
Se ergo os olhos dum livro, de repente
tu morreste.
Acordo, e tu morreste.
Sempre, cada dia, cada instante,
a tua morte é nova em mim,
sempre impossível.

E assim, até à noite final
Irás morrendo a cada instante
da vida que ficou fingindo vida.
Redescubro a tua morte como outros
descobrem o amor,
porque em cada lugar, cada momento,
tu estás viva.

Viverei até à hora derradeira a tu morte.
Aos goles, lentos goles. Como se fosse
cada vez um veneno novo.
Não é tanto a saudade que dói, mas o remorso.
O remorso de todo o perdido em nossa vida,
coisas de antes e depois, coisas de nunca,
palavras mudas para sempre, um gesto
que sem remédio jamais teve destino,
o olhar que procura e nunca tem resposta.

O único presente verdadeiro é teres partido.

excerto do poema A TUA MORTE EM MIM, de Adolfo Casais Monteiro

a tua morte em mim

catherine-deneuve.jpg

A tua morte é sempre nova em mim.
Não amadurece. Não tem fim.
Se ergo os olhos dum livro, de repente
tu morreste.
Acordo, e tu morreste.
Sempre, cada dia, cada instante,
a tua morte é nova em mim,
sempre impossível.

E assim, até à noite final
Irás morrendo a cada instante
da vida que ficou fingindo vida.
Redescubro a tua morte como outros
descobrem o amor,
porque em cada lugar, cada momento,
tu estás viva.

Viverei até à hora derradeira a tu morte.
Aos goles, lentos goles. Como se fosse
cada vez um veneno novo.
Não é tanto a saudade que dói, mas o remorso.
O remorso de todo o perdido em nossa vida,
coisas de antes e depois, coisas de nunca,
palavras mudas para sempre, um gesto
que sem remédio jamais teve destino,
o olhar que procura e nunca tem resposta.

O único presente verdadeiro é teres partido.

excerto do poema A TUA MORTE EM MIM, de Adolfo Casais Monteiro

Óscares 2008

Best Motion Picture of the Year

Best Performance by an Actor in a Leading Role

 

Best Performance by an Actress in a Leading Role

WINNER

 

Other Nominees:

Ellen Page for Juno (2007)

 

 

Best Performance by an Actor in a Supporting Role

 

Best Performance by an Actress in a Supporting Role

WINNER

 

Other Nominees:

 

 

Best Achievement in Directing

 

Best Writing, Screenplay Written Directly for the Screen

WINNER

 

 

Best Writing, Screenplay Based on Material Previously Produced or Published

 

Best Achievement in Makeup

 

Best Achievement in Music Written for Motion Pictures, Original Score

WINNER

 

 

Best Achievement in Music Written for Motion Pictures, Original Song

WINNER

Once (2006): Glen Hansard, Markéta Irglová(“Falling Slowly” )

 

Other Nominees:

August Rush (2007): Jamal Joseph, Charles Mack, Tevin Thomas(”Raise It Up”)
Enchanted (2007): Alan Menken, Stephen Schwartz(”Happy Working Song”)
Enchanted (2007): Alan Menken, Stephen Schwartz(”So Close”)
Enchanted (2007): Alan Menken, Stephen Schwartz(”That’s How You Know”)

 

 

Best Animated Feature Film of the Year

WINNER

 

 

Best Foreign Language Film of the Year

WINNER

Fälscher, Die (2007)(Austria)

 

Other Nominees:

Beaufort (2007)(Israel)
Mongol (2007)(Kazakhstan)
Katyn (2007)(Poland)
12 (2007)(Russia)

 

 

Best Documentary, Short Subjects

WINNER

 

 

 

Óscares 2008

Best Motion Picture of the Year

Best Performance by an Actor in a Leading Role

Best Performance by an Actress in a Leading Role

WINNER

Other Nominees:

Ellen Page for Juno (2007)

Best Performance by an Actor in a Supporting Role

Best Performance by an Actress in a Supporting Role

WINNER

Other Nominees:

Best Achievement in Directing

Best Writing, Screenplay Written Directly for the Screen

WINNER

Best Writing, Screenplay Based on Material Previously Produced or Published

Best Achievement in Makeup

Best Achievement in Music Written for Motion Pictures, Original Score

WINNER

Best Achievement in Music Written for Motion Pictures, Original Song

WINNER

Once (2006): Glen Hansard, Markéta Irglová(“Falling Slowly” )

Other Nominees:

August Rush (2007): Jamal Joseph, Charles Mack, Tevin Thomas(“Raise It Up”)
Enchanted (2007): Alan Menken, Stephen Schwartz(“Happy Working Song”)
Enchanted (2007): Alan Menken, Stephen Schwartz(“So Close”)
Enchanted (2007): Alan Menken, Stephen Schwartz(“That’s How You Know”)

Best Animated Feature Film of the Year

WINNER

Best Foreign Language Film of the Year

WINNER

Fälscher, Die (2007)(Austria)

Other Nominees:

Beaufort (2007)(Israel)
Mongol (2007)(Kazakhstan)
Katyn (2007)(Poland)
12 (2007)(Russia)

Best Documentary, Short Subjects

Depeche Mode – Route 66 (Beatmasters / Casualty Mix)

Depeche Mode – Route 66 (Beatmasters / Casualty Mix)
Personal Jesus (Holier Than Thou Approach) – 1989

Soft Cell – Tainted Love

Soft Cell – Tainted Love/Where Did Our Love Go [1981]

%d bloggers like this: