Coisas simples

A solidão da floresta e a vida sedutora do eremita, o silêncio das árvores e o recato de uma vida simples perto da natureza, enquanto expressão de uma nova atitude perante a vida.

O que o artista austríaco Moritz von Schwind (1804-1871) aqui reproduz é o distante período Biedermeier, da serena felicidade dos ambientes descontraídos, há muito desaparecidos da sociedade urbana pré-industrial. Na sua vida contemplativa e de comprometimento com Deus, o eremita piedoso parece manifestar uma espécie de sentimento religioso, perfeito porque íntimo. “Contagiado”, o músico manifesta uma atitude descontraída, antes de regressar ao alvoroço da cidade.

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Anúncios
%d bloggers like this: