Arquivo de Outubro, 2004

À Volta da Picaresca Viagem – I

A 6ª Edição da Ilustração Portuguesa está na Cordoaria Nacional até 7 de Novembro.

A selecção deste ano expõe trabalhos de criadores e ilustradores nas áreas da pintura, da BD, da publicidade, da web, etc.

Noutro cenário, reúnem-se as propostas de 20 ilustradores em Coisas que Acontecem, tendo por base a recolha de notícias relevantes ao longo do último ano.

Sobre a 15ª edição do Festival Internacional de BD da Amadora, que abre as portas na próxima sexta-feira e que também termina a 7 de Novembro.. o destaque vai para “100 BDs do Século XX” ( os clássicos, está-se mesmo a ver!).

Vale a pena, a propósito destes dois acontecimentos, recordar aquela que é considerada por alguns especialistas, a primeira história aos quadradinhos portuguesa, de Raphael Bordallo Pinheiro!



Estamos em presença dos Apontamentos Sobre a Picaresca Viagem do Imperador de Rasilb Pela Europa, de 1872!

Rasilb é um anagrama de Brasil, pois estamos a falar de D.Pedro II!

Quero por isso a partir de hoje, e até dia 7(!).. partilhar com as amigas e os amigos ( é assim que se diz, não é?!) uma exposição paralela sobre esta singular obra, de aqui ficam hoje os primeiros quadradinhos!



Posted by Hello

Notas:

– As imagens podem ser abertas e ampliadas para obter a melhor leitura possível.

– Trata-se da Primeira Edição – facsimilada, que adquiri na Bedeteca, em comemoração do 150º aniversário do nascimento de Bordallo ( 1846-1905).

Em Ti a Terra



Foto de Pedro Marques Pereira

En ti la tierra

Pequeña

rosa,

rosa pequeña,

a veces,

diminuta y desnuda,

parece

que en una mano mía

cabes,

que así voy a cerrarte

y a llevarte a mi boca,

pero

de pronto

mis pies tocan tus pies y mi boca tus

labios,

has crecido,

suben tus hombros como dos colinas,

tus pechos se pasean por mi pecho,

mi brazo alcanza apenas a rodear la delgada

línea de luna nueva que tiene tu cintura:

en el amor como agua de mar te has desatado:

mido apenas los ojos más extensos del cielo

y me inclino a tu boca para besar la tierra.



Pequena

rosa,

rosa pequena,

às vezes,

diminuta e nua,

parece

que numa das minhas mãos

tu cabes,

que assim vou apertar-te

e levar-te à boca,

mas,

de repente,

os meus pés tocam os teus pés e a minha boca os teus

lábios,

cresceste,

os teus ombros erguem-se como duas colinas,

os teus peitos passeiam pelo meu peito,

o meu braço mal consegue cingir a delgada

linha de lua nova que há na tua cintura:

derramaste-te no amor como água do mar:

meço apenas os olhos mais dilatados do céu

e inclino-me sobre a tua boca para beijar a terra.

Pablo Neruda

Os Versos do Capitão

(Tradução de Albano Martins)

Iluminuras Medievais

The virtuous man listening to Reason, the vicious man listening to Lust

Master of the Crowning of Charles VI of the Grandes Chroniques de France

 

A virtude não é natureza. É uma prática!

A excelência moral, revelada pela prática da virtude é, antes de mais, uma manifestação de carácter!
Este pressuposto é antecedido pela escolha da conduta certa!
A cobiça é natureza. É o desejo natural de possuir!
A questão está em saber utilizar bem essa energia!

Sinergias!



Posted by Hello

“Vá de férias!”.. diz a Halcon – Agência de Viagens

” Se o avião cair, nós tratamos de tudo! “.. diz a Barata – Agência Funerária



Ao cimo da Rua Domingos Sequeira, ao chegar a Campo de Ourique, está instalado aquilo que eu chamo de um verdadeiro case study!

Nem tudo o que parece.. É?!

José Sócrates acusa Pedro Santana Lopes de falta de legitimidade e de autoridade política, por ter sido escolhido pelo Conselho Nacional do PSD ( previsto nos estatutos, quer do PSD, quer do PS), sem que o Congresso reunisse.

Pedro Santana Lopes argumenta com a legitimidade constitucional decorrente da sua indigitação pelo Presidente da República.

Qual é a diferença entre legitimidade política e legitimidade constitucional?

Se algo não está bem, comece-se por mudar a Constituição, nomeadamente no que concerne ao regime de semi-presidencialismo!

Porque, parece, no Programa de Governo não é necessário mexer!

Memória do Ano da Glória de 1991!



Posted by Hello

Reminiscências…



Portugal, 7 – Rússia, 1

Há muito tempo que Alvalade não via um resultado destes!

Não, não vou falar dos 7-1 ao Benfica…!

Há que saber ganhar, e Scolari não soube! Ao insultar os jornalistas no final do jogo – ainda que tivesse motivos para estar aborrecido depois de tudo o que se disse sobre o desaire com aqueles cujo nome não pronunciamos, ao perder as estribeiras estragou tudo! É pena!

Mas há também que saber perder! O seleccionador russo, ao abandonar o banco ainda antes do final do jogo, desencadeou uma reacção em cadeia que deixou a Rússia à beira de um ataque de nervos!

A Verdadeira Beleza

Para ter lábios atraentes,

pronuncia palavras amáveis.

Para ter

um olhar calmo

procura o lado bom

das pessoas.

Para ter

um aspecto magro,

Compartilha a refeição

com o faminto.

Para ter um cabelo bonito, deixa que

uma criança lhe toque com os dedos, uma vez por dia.

Lembra-te: se precisares de uma mão, encontra-la-ás no fim do teu braço.

Quando te tornares idosa, descobrirás o porquê de teres duas mãos; uma para uso próprio, a segunda para ajudar os outros.

A beleza de uma mulher aumenta com o passar dos anos.

A beleza de uma mulher não reside na estética, é antes o reflexo da sua própria alma.

É o cuidado em se dar com paixão, e o carinho com que o mostra.

Troll!

O candidato madeirense do Partido Socialista às Regionais, afirmou:

– Santana Lopes disse nos Açores, que sem alternância, não há democracia nos Açores!

Eu queria ver o Santana Lopes dizer isso aqui na Madeira!!

Certamente que PSL arranja um furinho na agenda para ir à Madeira dizer:

– Sem alternância, não há democracia nos Açores!



Isto não é ruído… é outra coisa!

O discurso que o primeiro-ministro dirigiu ontem ao país através das televisões começou por ser anunciado aos canais de televisão como um tempo de antena do Governo para ser emitido às 21h10. Mas depois o gabinete do primeiro-ministro informou as estações de que poderiam emiti-lo quando quisessem. A partir daqui, a comunicação de Santana Lopes, que foi previamente gravada, mereceu opções editoriais diferentes dos canais generalistas de sinal aberto. O sinal da gravação foi distribuído em simultâneo, mas a RTP quis esperar até visionar todo o discurso do primeiro-ministro antes de o pôr no ar. A SIC foi a primeira a emiti-lo, logo após as 20h00, aparentemente ainda antes de ter recebido a totalidade do sinal (distribuído pelo operador de serviço público em simultâneo para todas as estações). A TVI remeteu a comunicação do primeiro-ministro já para a segunda metade do seu jornal de horário nobre, mas não a transmitiu na íntegra, tendo optado por seleccionar o que achou serem as partes mais relevantes

Acontece que ontem, logo após a comunicação de PSL, o director do Público denunciou, em directo na SIC, que estávamos em presença de mais uma grave instrumentalização dos meios de comunicação.

Isto não é ruído, é terrorismo jornalístico!

%d bloggers like this: