Em nome do pai!

A vida é feita de nadas:

De grandes serras paradas

À espera de movimento;

De searas onduladas

Pelo vento;

De casas de moradia

Caídas e com sinais

De ninhos que outrora havia

Nos beirais;

De poeira;

De sombra de uma figueira;

De ver esta maravilha:

Meu pai a erguer uma videira

Como uma mãe que faz a trança à filha.

Miguel Torga

Se meu pai fosse vivo, hoje faria 75 anos.

Agora descansa nas tranquilas encostas do Douro, de que meu avô falava com uma enorme paixão!

Terras de ferozes disputas entre miguelistas e liberais.

Farei por beber um Porto em memória de ambos!

    • stillforty
    • 27 de Agosto, 2004

    Bebe, eu bebo contigo! Aos nossos! Ao teu e ao meu!

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: