Archive for the ‘ E assim vai o Mundo… ’ Category

Julian Assange: O mundo precisa da WikiLeaks – porquê?

O Hacker mais famoso do momento, na primeira pessoa. O justiceiro do século XXI que deixa os media muito mal na fotografia e que simultaneamente se serve dos jornalistas para fazerem (por ele) o trabalho sujo.
Não me convences, rapaz.

Anúncios

World Press Photo 2010

On june 12, 2009 the Iranian presidential elections were held, and the results were strongly contested by the population. For the first time after the Islamic Revolution, Iranians expressed all their dissent, organizing huge demonstrations against the regime. But the protest was not limited to demonstrations in public spaces. Every night at 10:00, citizens gathered on building rooftops to continue their protests, chanting “Allah u Akbar,” (Allah is great). At times, these chants would be interrupted by other, more indignant, chants of “Marg bar diktator” (Death to the dictator). During these protests, the dark Tehran nights were haunted by the ghost-like shadows and their eerie voices. Dreams, memories, emotions, and hopes roam around like ghosts on the rooftops of Tehran.

The story continues here…

Dia Mundial do Ambiente

O Dia Mundial do Ambiente comemora-se este ano de forma especial, com a estreia mundial do documentário Home – O Mundo é a Nossa Casa, do fotógrafo francês Yann Arthus-Bertrand.

Para melhorar o mundo em que vivemos, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente fornece algumas pistas que, individualmente, podem não parecer significativas mas, à escala global, terão enorme importância.

Como se ainda fossem necessários mais alertas para os desastres ambientais, esta reportagem do Guardian ilustra bem a necessidade de alimentar a consciência colectiva para as nossas responsabilidades sobre a miséria dos países pobres, literalmente mergulhados no nosso lixo.

Milhares de computadores inutilizados, provenientes da Europa e dos EUA, chegam diariamente aos portos da África Ocidental, gerando gigantescas lixeiras tóxicas. Foto: Guardian

olhos que não vêm, coração que não sente…

Lá diz o povo e com razão.

Ontem, depois de mais uma sessão com Paulo Curado, pensei em, chegado a casa, ligar-me com o mundo. Não tenho visto televisão, por isso decidi ligar-me ao canal habitualmente sintonizado para ver o Jornal da meia-noite.
No espaço de 15 a 20 minutos ouvi isto:

Em Inglaterra, um adolescente foi morto com um tiro no pescoço, alegadamente por um gang juvenil.

Na Bélgica, uma mãe foi denunciada pelo marido à Polícia, após terem sido descobertas em três caixas escondidas na garagem do casal os cadaveres de três bébés que a senhora terá parido entre 2001 e 2006.

Numa prisão no Brasil, com capacidade para oitenta e tal reclusos e ocupada pelo dobro, terá havido um problema qualquer, do qual resultaram 20 mortos.

Duas crianças morreram carbonizadas em Timor, depois de a casa onde viviam ter sido incendiada por manifestantes.

No Bangladesh, do recolher obrigatório resultaram não-sei-quantos mortos.

Em Itália, eram aguardados os cadaveres de dois dos seis homens assassinados pela Máfia Calabresa em Duisburgo, Alemanha.

Ainda em Itália, os incêndios já fizeram vítimas mortais.

Há também vítimas de um furacão, não sei onde…

Um jogador internacional espanhol era aguardado hoje no S.L.Benfica (afinal parece que este não é vítima).

Isto tudo de enfiada, num espaço, repito, de 15 a 20 minutos. Na SIC-Notícias.
Fiquei de boca aberta. Porra. Liga um tipo a televisão para isto?
Ai vou mantê-la desligada por tempo indeterminado, vou…

Ah! Depois de tantas notícias importantes do mundo e arredores, ainda fui a tempo de ouvir, quase sussurrada, a notícia de que adjudicação directa à PT por parte do Governo no valor de 41 milhões de euros para reformular as comunicações foi justificada por razões de segurança e confidencialidade.
Estranho, não?
E os outros operadores não têm nada a dizer sobre o assunto?
É que é mesmo estranho. Diria mesmo que isto dá muito que pensar…

Anúncios
%d bloggers like this: