CMAG – Ciclo de recitais de cravo, por José Carlos Araújo

Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves | Ciclo de recitais de cravo – Primavera de 2013
José Carlos Araújo, cravo
Programa (Entrada livre, sempre às 19h00)
11 Abril (5.ª feira): Música portuguesa para tecla (sécs. XVI-XVIII)
18 Abril (5.ª feira): J. S. Bach, Suites Francesas (1722-1725)
25 Abril (5.ª feira): J. S. Bach | Couperin | Forqueray: Pièces de Clavecin
2 Maio (5.ª feira): J. S. Bach, Partitas I, II, IV (Clavier Übung I, 1731)
4 Maio (Sábado): J. S. Bach, Partitas III, V, VI (Clavier Übung I, 1731)
9 Maio (5.ª feira): J. S. Bach, Suites Inglesas (ca. 1718)
16 Maio (5.ª feira): Carlos Seixas: Sonatas para cravo
Jose-Carlos-AraujoJOSÉ CARLOS ARAÚJO estudou cravo, órgão e interpretação de Música Antiga no Conservatório Nacional com Cândida Matos e Rui Paiva. Em seminários da especialidade pôde ainda beneficiar da orientação de Cremilde Rosado Fernandes, Ana Mafalda Castro, Gustav Leonhardt, Rinaldo Alessandrini, José Luis Uriol, Miklós Spányi, Ketil Haugsand, Hermann Stinders e Maurice Steger. Recebeu o Primeiro Prémio no Concurso Carlos Seixas (2004) da Escola Superior de Música de Lisboa e da Sociedade Histórica da Independência de Portugal.
Apresenta-se regularmente em recitais de cravo e em numerosos órgãos históricos portugueses, com programas que procuram privilegiar sobretudo a música de autores ibéricos dos séculos XVI a XVIII. Na Academia das Ciências de Lisboa inaugurou em 2008 o restauro de dois pianos históricos da colecção instrumental do Conservatório Nacional. Colaborou com o Teatro da Cornucópia na produção de A Tempestade de William Shakespeare, sob a direcção de Luís Miguel Cintra. Gravou para a RTP e para a RDP – Antena 2. Em 2008, a RTP2 dedicou um documentário à sua actividade artística. Colaborou no projecto Cem Anos da República da artista plástica Teresa Gonçalves Lobo.
É investigador do Centro de Estudos Clássicos da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, onde estudou Filologia Clássica e obteve uma distinção em 2007 enquanto aluno com as mais elevadas classificações. Tem centrado a sua investigação na área da Literatura Latina e, desde 2008, na elaboração da primeira tradução comentada em português do Epistolário de Plínio. Foi bolseiro da Fundação para a Ciência e Tecnologia, integrou o projecto Lexikon, para a elaboração de um dicionário de grego clássico, e colabora actualmente na primeira tradução portuguesa dos Facta et Dicta Memorabilia de Valério Máximo. Colaborou em Euphrosyne – Revista de Filologia Clássica.
Inaugurou em 2012 a colecção discográfica melographia portugueza, editada pelo mpmp – movimento patrimonial pela música portuguesa, com os dois primeiros CD da gravação integral da obra para tecla de Carlos Seixas. Este projecto, utilizando instrumentos históricos e realizado pela primeira vez, inclui ainda a apresentação pública de todas as sonatas do compositor.

Imagem e textos gentilmente cedidos por Ana Mântua

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

Anúncios
%d bloggers like this: