Arquivo de 6 de Dezembro, 2004

Postais da Cidade Branca!

Há um bar em Lisboa que faz a diferença: O British Bar!



Posted by Hello

Situado no Cais do Sodré, frente ao Tejo, tem como companheiros o antigo English Bar e o American Bar.

No século XIX, os britânicos e os portugueses que se dedicavam ao comércio marítimo, começaram a estabelecer-se nesta zona ribeirinha da cidade de Lisboa.

O Visconde Reinaldo e Basílio – personagens queirozianas, tomavam xerez na Taverna Inglesa – nome original deste bar com história, onde mais recentemente se sentava José Cardoso Pires nas suas deambulações pela cidade e onde deu uma entrevista pouco antes de morrer – se bem me recordo, a Bárbara Guimarães.



Posted by Hello

À entrada, temos duas portas estilo saloon e na montra do meio, um logotipo vermelho tem escrito British Bar.

O relógio inglês de finais do século XIX revestido de uma belíssima talha em madeira situado na parede do fundo da sala, tem dificuldade em rivalizar com a peça que está por detrás do balcão; Este famoso relógio é o que dá as horas ao contrário, pois os ponteiros funcionam no sentido da rotação da Terra.

A riquíssima madeira trabalhada da biblioteca do British Bar, onde podemos apreciar as lombadas com doseadores – obras que inspiraram alguns escritores ao longos dos anos..

A fotografia que celebra o final da Segunda Guerra Mundial, a decoração Art Nouveau que vem dos anos vinte, o balcão com o varão metálico em volta, fazem parte do espólio do único sítio em Lisboa que serve Ginger Beer à pressão, produzida a partir de uma infusão fermentada de gengibre..

São motivos mais do que suficientes para justificar uma primeira visita… pois as seguintes dispensam desculpas!!

Com a vizinhança dos bares de má fama das ruas de trás, durante muito tempo o British só deixava entrar homens, numa espécie de fronteira entre dois mundos que se completavam, pois os marinheiros começavam por beber nestes bares e só depois de atascados iam às meninas!

Por ser um bar cosmopolita, O British Bar nunca pegou muito em bebidas típicas como o eduardinho e a ginginha!

O engraxador residente, dos poucos que restam em bares e cafés da cidade, é um senhor de cabelos brancos que se confunde com a idade da napa vermelha das cadeiras.

Tem os seus os clientes habituais – normalmente empresários da zona, mas trata sempre com extremo cuidado um par de sapatos.. quando vê que merece!

É neste ambiente a dois tempos que o British Bar é para mim um local especial: de manhã, para tomar a bica e alindar os sapatos, e ao fim da tarde para uma ginger beer!

O British é um bar com swing!

%d bloggers like this: