Arquivo de 31 de Outubro, 2006

O menino António

Melhor Álbum – Salazar, agora na hora da sua morte
Autores: Miguel Rocha (desenho), João Paulo Cotrim (argumento)
Editora: Parceria A.M.Pereira

Melhor argumento de autor português
Argumentista: João Paulo Cotrim
Obra: Salazar, agora na hora da sua morte

Melhor desenho de autor português
Desenhador: Miguel Rocha
Obra: Salazar, agora na hora da sua morte

Sobre este álbum de banda desenhada super-premiado, recomenda-se a posta do Pedro Vieira de Moura, no LerBD.
A lista dos outros trabalhos premiados está no Beco das Imagens

Para melhor perceber esta biografia sobre António de Oliveira Salazar, as visitas aqui, aqui e aqui são absolutamente obrigatórias.

Grande vencedor do FIBDA 2006, este ambicioso álbum resulta em grande parte do virtuosismo de Miguel Rocha.

As ilustrações difusas caracterizam bem a figura histórica do menino António, que brinca com a estátua de D. José no Terreiro do Paço.

A descrição da vida do Salazar absurdo e obsessivo – nas palavras de João Cotrim – que fez de Portugal muito daquilo que ainda é hoje, é tudo menos uma abordagem superficial desta figura histórica; É um documento interessantíssimo e bem fundamentado, que requereu aos autores um grande trabalho de pesquisa, bem patente nas colagens, muito bem conseguidas. Parabéns à editora!
Chega de adjectivar. Time to read!

clique nas imagens para ampliar


«É um olhar que respeita a personagem, um ditador algo absurdo que é o resultado de um determinado momento histórico», que pretende «humanizar a figura de Salazar, para o tirar da categoria dos mitos, porque foi uma figura histórica num tempo histórico».
«É altura de o matar de vez e de o colocar no seu lugar histórico, porque a sensação que dá é que ainda não estamos reconciliados com o passado»
João Paulo Cotrim

Ao nível gráfico, o livro foi totalmente desenhado no computador, com infografias, colagens e montagens, recorrendo a fotografias e recortes de jornais.

A imagem que atravessa todo o livro é feita ainda de traços esfumados, desfocados, em tons monocromáticos e sombrios, com preto, branco e ocre, e com uma unidade gráfica que ajuda a definir a imagem de Salazar

Miguel Rocha

Anúncios

aviso à navegação!

Por motivos técnicos, os conteúdos colocados no Luminescências como ligações para outro tipo de ficheiro que não fotografia, deixaram de estar disponíveis.
Ter um blog gratuito tem destas coisas.

Anúncios
%d bloggers like this: