Arquivo de 14 de Março, 2004

Linda!, aliás Jill Bioskop.

Cinema Immortal, de Henki Bilal



Início do século XXIII.

Algures num dos três níveis de acesso da Cidade de Nova Iorque, há uma mulher com cabelo azul que chora lágrimas azuis.

O nome dela é Jill Bioskop. Ela ainda não sabe, mas Horus, o deus cabeça de falcão do Antigo Egipto, viajou por metade do universo para a conhecer.

Horus foi condenado à morte pelos seus semelhantes . Tem somente sete dias para encontrar Jill no labirinto da cidade e tentar seduzi-la.

Mas, para isso, precisa assumir a forma humana. Será Alcide Nicopol, um prisioneiro político que foi criogenisado trinta anos antes porque sabia demasiado sobre o Apartheid em Nova Iorque.

Entretanto, a pirâmide dos deuses voa sobre Manhattan, aliens fazem planos secretos no topo de um arranha-céus e um assassino em série não-humano passeia nas ruas do Nível 1.

Acontecimento:

Henki Bilal imortalizado em cinema!

Projectado ontem no Festival Internacional do Cinema Fantástico de Bruxelas.

Conta com a presença da menina Linda Hardy, Miss França em 1992(!)

O mais certo é ter de aguardar pela edição em dvd, porque em cinema…!

Para uma Nova Maioria

Artigos interessantes de Ruy Teixeira:

Emerging Democrats aqui e What Is to Be Done (on Jobs)? aqui!

%d bloggers like this: