Amor Sagrado e Profano

Amor Sagrado e Profano, obra-prima de Ticiano (1490-1576), foi pintada quando tinha aproximadamente 25 anos, para celebrar o casamento do veneziano Nicolò Aurélio (vide brasão no sarcófago) com a jovem viúva Laura Bagarotto, em 1514.

A noiva vestida de branco, sentada ao lado de Cupido, é ajudada pessoalmente por Vénus. A figura com o vaso de jóias simboliza a “fugaz felicidade na terra” e a que segura a chama ardente do amor de Deus simboliza a “felicidade eterna no céu”.

ticiano_sagrado-e-profano_1514

O título resulta de uma interpretação de meados do século XVIII e que dá desta obra uma leitura moralista da figura nua, considerando que o artista pretendeu assim exaltar o amor terrestre e o amor divino. Na realidade, a filosofia Neoplatónica do amor sagrado e profano em que Ticiano e o seu círculo acreditavam, contemplando a beleza da criação, conduziu a uma consciência da perfeição divina da ordem do universo. É por estas e por outras que temos divas. :)

Nesta pintura de amor campestre, Ticiano exaltou a delicada poesia lírica de Giovanni Bellini ou Giorgione e atribuiu-lhes uma grandeza clássica. O Amor Sagrado e Profano de Ticiano é um ícone da Galleria Borghese.

About these ads
  1. No trackbacks yet.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

O Cantinho Sporting

Onde a opinião é verde e branca!

CAÑETE's TABOOFART.ORG

A HUFFINGTON POST FEATURED BLOGGER

Michelangelo Buonarroti è tornato

Non ce la fo' più a star zitto

Lino Guerreiro

Compositor/Composer

TheCoevas official blog

Strumentisti di Parole/Musicians of words

David Etxeberria

Visual artist

Mary had a little blog

This is the bee's knees

Luz, essência da imagem

Site sobre fotografia e de fotografia

The Libertine

Editorial, Fashion, Beauty, Body, Skin, Freedom, Femininity, Love, Bohemia, Liberty and the eternal search for truth in the visceral, within the fantasmal; keep swimming, mermaids ... it's intoxicating here ;) ................................................................................................................................................................................................................. (SUBMISSIONS TO satietypaper@gmail.com)

Isabel Correia Photography

Photography, music and video

Instituto de História da Arte

Faculdade de Ciências Sociais e Humanas - Universidade Nova de Lisboa

Franz E.

a tua palavra conta...

Devaneios e Poesias

Devaneios, poesias, literatura e cultura geral

ABA SYSTEMS

Advanced Business Advisor

Speakers' Corner

"I could be bounded in a nutshell, and count myself a king of infinite space" - William Shakespeare, in Hamlet

Observador

"I could be bounded in a nutshell, and count myself a king of infinite space" - William Shakespeare, in Hamlet

sound + vision

"I could be bounded in a nutshell, and count myself a king of infinite space" - William Shakespeare, in Hamlet

O Corvo

"I could be bounded in a nutshell, and count myself a king of infinite space" - William Shakespeare, in Hamlet

Mentes Brilhantes

Um blog para mentes inquietas e curiosas

De Cultura

Nove séculos de Cultura em Portugal

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 2.768 outros seguidores

%d bloggers like this: